Ir para conteúdo

[Artigo]
Novos valores de contribuição ao INSS

Em janeiro, o salário mínimo foi reajustado de R$ 1.100,00 para R$ 1.212,00

Osmar Santa Maria* | 27 jan 2022 – 11h50

Osmar Santa Maria: ‘É necessário ficar atento para não contribuir com valor abaixo do mínimo’ (Foto: Divulgação)

Como vivemos num País onde a inflação reduz o poder de compra do dinheiro, todo início de ano é necessário reajustar o valor do salário mínimo e, com ele, são reajustados os valores de aposentadorias e pensões, além do valor das contribuições.

Quem contribui sobre um salário mínimo, através de carnê ou pela guia gerada via internet, deve ficar atento quanto ao valor a ser recolhido a partir de fevereiro de 2022.

Isso porque, em janeiro, o salário mínimo foi reajustado de R$ 1.100,00 para R$ 1.212,00.

Como o recolhimento referente ao mês de janeiro é feito no mês de fevereiro, é necessário ficar atento para não contribuir com valor abaixo do mínimo e ter sua contribuição desconsiderada, levando a problemas no momento de requerer algum benefício junto ao INSS.

Veja abaixo as alíquotas e valores para contribuintes individuais (antigos autônomos):

  • Contribuinte Individual de 20% Código GPS 1007 (R$ 242,40);
  • Contribuinte individual de 11% Código 1163 (R$ 133,32);

– Contribuinte Facultativo

  • Contribuinte Facultativo de 20% Código GPS 1406 (R$ 242,40);
  • Contribuinte Facultativo de 11% Código GPS 1473 (R$ 133,32); e
  • Contribuinte Facultativo Baixa Renda de 5% – 1929 (R$ 60,60).

O MEI também deve pagar R$ 60,60 e não mais R$ 55,00 como vinha pagando até a competência Dezembro/2021. (*Osmar Santa Maria é advogado em Direito Previdenciário – Instagram: adv_osmarsantamaria)

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.