Ir para conteúdo

[Segurança]
Rodovias paulistas são vigiadas por 3,5 mil policiais na Operação Ano Novo

Anúncio

Com início nesta 5ª-feira e término no domingo, a ação visa prevenir crimes e promover segurança e fluidez no trânsito nas estradas do Estado

30 dez 2021 – 14h03
Entre as possíveis infrações estão sendo verificados, por exemplo, embriaguez de motoristas (Foto: Divulgação)

APolícia Militar Rodoviária realiza desde às 0h desta quinta-feira (30) a Operação Ano Novo 2021/2022 para reforçar a segurança nos mais de 22 mil quilômetros de rodovias estaduais. A ação, que vai até 23h59 deste domingo (2/1), tem como objetivo evitar acidentes e garantir a fluidez do trânsito e está alinhada ao Programa “Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade” e à Segunda Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2021-2030 (ONU).

Durante a operação, o policiamento rodoviário permanecerá em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego de 100% de todos os recursos humanos e materiais disponíveis. São em torno de 3,5 mil homens e mulheres empregados de forma estratégica em 125 bases operacionais fixas e mais de 800 viaturas, dos seis batalhões pertencentes ao Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv).

Além do foco na prevenção criminal, a operação fiscaliza também a segurança no trânsito. Para isso, o efetivo tem à disposição recursos como monitoramento por câmeras, etilômetros, radares (portáteis e móveis), binóculos, entre outros equipamentos.

Entre as possíveis infrações estão sendo verificados: excesso de velocidade, embriaguez de condutores, ultrapassagens proibidas, uso de cinto de segurança e dispositivos de retenção para crianças, uso de celulares ao volante, uso de capacete por motociclistas, e outras irregularidades que podem contribuir para a redução de acidentes. Além disto, o efetivo rodoviário estadual também está orientando os pedestres e ciclistas em locais de potencial risco à vida, sobretudo, no período noturno.

Pensando em um trajeto seguro e com o objetivo de manter uma convivência pacífica no trânsito, Juan Carlos Sanchez, diretor de Educação para o Trânsito e Fiscalização do Detran.SP, traz dicas e orientações importantes para que todos curtam suas viagens de fim de ano de uma maneira tranquila e sem esquecer da segurança viária.

  • Bebida e direção não combinam

“O álcool reduz os reflexos e a capacidade de reação do motorista, podendo gerar acidentes. Dirigir exige máxima atenção, portanto, lembramos que a mistura de bebida e direção não combina. Além disso, motoristas flagrados embriagados ou que se recusam ao teste do bafômetro recebem multa de quase R$ 3 mil e respondem a processo de suspensão da CNH. Quem apresenta mais de 0,34 miligramas de álcool por litro expelido no sangue, responde na justiça por crime de trânsito.”

  • Atenção aos limites de velocidade

“As estradas trazem diferentes limites de velocidade segundo o seu traçado viário. É extremamente importante que os condutores de veículos estejam atentos à sinalização das pistas. Além disso, dirigir acima do limite máximo permitido pode aumentar o risco de envolvimento em acidentes, por vezes graves, e gerar multas. Mantenha uma distância segura do veículo da frente para evitar colisões. Não se esqueça que dirigir em rodovia é diferente do que dirigir em cidade. Uma distração pode ser fatal.”

  • Descanso é essencial!

“O descanso antes da viagem é fundamental para que o motorista faça uma viagem tranquila e segura, principalmente em trechos de longa distância. Uma noite de sono bem dormida faz com que o motorista esteja atento durante todo o trajeto.”

  • Esteja com os documentos em dia e com o celular carregado

“O motorista deve portar habilitação dentro da validade ou, no máximo, vencida há 30 dias. Lembrando que a nova legislação definiu um cronograma completo para CNHs que tiveram vencimento entre 1/3/2020 e 31/12/22. Já o veículo precisa estar com o licenciamento em dia; a falta dele é uma infração gravíssima, que pode acarretar uma série de problemas para o proprietário, como apreensão do veículo, multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira. Ambos os documentos estão disponíveis de forma digital; portanto, não se esqueça de deixar o celular devidamente carregado caso seja abordado em alguma fiscalização. Porém não faça uso do aparelho enquanto dirige.”

  • Celular longe do volante

“O telefone celular só pode ser usado quando o veículo estiver estacionado e motor desligado. Ele pode ser utilizado na função GPS, desde que o aparelho seja fixado no para-brisa ou no painel dianteiro. Quando estiver ao volante, não faça selfie, foto ou vídeo da paisagem. Segundos de distração são suficientes para o envolvimento em um acidente de trânsito. Na estrada, isso pode ser fatal.”

  • Cinto e cadeirinha sempre

“O cinto de segurança é item indispensável para o motorista e para todos os passageiros. Ele não deve ser retirado nem mesmo em casos de engarrafamento ou quando o sinal estiver vermelho. Crianças com idade superior a sete anos e meio e inferior ou igual a dez anos ou crianças com altura superior a 1,45m deverão, obrigatoriamente, ser transportadas no banco traseiro, utilizando o cinto de segurança. Já pequenos entre zero e sete anos e meio precisam usar as chamadas “cadeirinhas”, que reduzem os riscos de ferimentos graves em casos de batida ou freada repentina do veículo, pois limita o deslocamento do corpo da criança. ”

  • Capacete sim, viseira também

“Motociclistas costumam reclamar do capacete na época do verão, porém, o calor não deve ser motivo para andar sem o equipamento ou com a viseira levantada, pois o item protege a visão contra pedras e insetos, por exemplo, que podem atingir o olho do motociclista. As mesmas regras valem para os passageiros das motos. Vale lembrar que crianças menores de sete anos ou que não tenham condições de se cuidar não podem ser transportadas em motos.”

  • Chinelo só fora do veículo

“O clima de férias e calor são convites para dar um descanso aos pés dos tênis e sapatos do dia a dia, mas ao dirigir nada de usar calçados que não se firmem nos pés ou que comprometam a utilização dos pedais, como chinelos, sandálias e tamancos. Nessa situação, o melhor é dirigir descalço.”

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.