Ir para conteúdo

[Mão amiga]
Igreja arrecada donativos para vítimas de enchentes na Bahia

Anúncio

Paróquia Nossa Senhora do Belo Ramo recebe alimentos, água e cobertores até o próximo dia 4; igreja fica no bairro Monte Alegre, em Paulínia

29 dez 2021 – 16h19
Um total de 136 municípios do estado da Bahia decretaram situação de emergência (Foto: Agência Brasil) 

AParóquia Nossa Senhora do Belo Ramo, em Paulínia, está arrecadando donativos até a próxima terça-feira (4) para ajudar os moradores do estado da Bahia atingidos pelas fortes chuvas e enchentes deste mês.

Quem puder colaborar deve doar água, alimentos e cobertores. O atendimento na secretaria paroquial é de terça a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30; e aos sábados, das 8h às 12h. As missas ocorrem às quintas-feiras, às 19h; e aos domingos, às 7h, 10h e 18h.

“Sexta agora dia 31/12, a secretaria abre até as 12h”, informou a igreja. “A empresa @inovaambientaloficial irá levar todo o arrecadado”. A Paróquia Nossa Senhora do Belo Ramo fica localizada na Avenida Antonio Baptista Piva, 1.000, no bairro Monte Alegre. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3884-3269.

Já são ao menos 21 o número de mortes resultantes das fortes chuvas que atingem a região centro-sul da Bahia. O balanço foi atualizado na tarde desta terça-feira (28) pelo governo no estado.

A morte mais recente foi a de um rapaz de 19 anos, que tentou atravessar uma enxurrada em Ilhéus, na noite de segunda-feira (27), mas acabou se afogando. O número de feridos permaneceu em 358. Um total de 136 municípios do estado decretaram situação de emergência.

O número de pessoas desabrigadas é de 34.163, enquanto o de desalojados soma 42.929. Os desalojados são pessoas que tiveram que abandonar o local de residência, de forma temporária ou definitiva, mas que não depende de abrigo fornecido pelo governo. Já os desabrigados são aquelas pessoas que tiveram que sair de casa e que dependem de um abrigo provido pelo poder público.

A Bahia está enfrentando a pior chuva para o mês de dezembro desde 1989, segundo o governo estadual. A cidade de Itamaraju, no sul do estado, foi o município onde mais choveu no Brasil, com 769,8 milímetros (mm) de chuva, de acordo com dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o que representa mais de cinco vezes o volume esperado para dezembro (148,0 mm).

Cerca de R$ 15 milhões foram disponibilizados inicialmente pelo governo federal para atender municípios da Bahia atingidos pelas fortes chuvas das últimas semanas. Além disso, quase R$ 50 milhões estão “em vias de serem liberados”, de acordo com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, entrevistado desta quarta-feira (29) no programa de rádio A Voz do Brasil.

“Fizemos uma série de ações ligadas ao resgate de pessoas, transporte de alimentação para áreas que estavam sem capacidade de se ligar à sua condição logística comum, desobstrução de estradas, medicamentos. É o que nós chamamos de resposta: num primeiro momento, disponibilizamos recursos para que os municípios possam comprar alimentos, mantimentos”, explicou.

Um segundo momento, que a pasta s refere como retomada, inclui a recomposição de serviços essenciais que tenham sido interrompidos em meio aos temporais, como abastecimento de água e luz, além da remoção de entulho nas cidades. “O terceiro momento, que está chegando ainda, é a reconstrução da estrutura física que porventura tenha sido danificada”, completou Marinho.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.