Ir para conteúdo

[Pandemia]
Homem de 30 anos é a 307ª morte por Covid-19 de Paulínia

Pfizer entra com pedido na Anvisa para vacinar crianças de 5 a 11 anos; agência terá até 30 dias para analisar documentação e estudos entregues

12 nov 2021 – 22h53
Pedido já foi aprovado pela autoridade sanitária dos Estados Unidos – FDA, na sigla em inglês (Foto: Agência Brasil)

APrefeitura confirmou na noite desta sexta-feira (12) a 307ª morte por Covid-19 de morador de Paulínia desde o início da pandemia. Trata-se de um homem de 30 anos que não tinha doenças preexistentes.

De acordo com a Prefeitura, o homem morreu no último dia 18 de outubro. “O óbito ocorreu em outro município e o Departamento de Vigilância em Saúde de Paulínia teve acesso à informação somente em 11 de novembro”, destacou a Administração municipal.

A Prefeitura não informou em qual cidade o homem morreu e se ele já havia sido vacinado contra a Covid-19. Às 9h30 desta sexta-feira, o Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” não tinha pacientes com coronavírus.

No Brasil o consórcio Pfizer – BioNTech entrou com o pedido de autorização juntamente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que sua vacina contra a Covid-19, a Comirnaty, possa ser aplicada em crianças com idades entre 5 e 11 anos.

A Anvisa terá até 30 dias para analisar a documentação e os estudos entregues pelas farmacêuticas e avaliar aspectos como segurança e eficácia do imunizante no público pretendido.

As farmacêuticas já haviam anunciado no mês passado que entrariam com a solicitação. A ampliação da imunização para esse público foi submetida e aprovada pela autoridade sanitária dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês), em outubro.

Segundo informado pela Anvisa, a dose da vacina para crianças será diferente daquela utilizada para pessoas a partir de 12 anos. Os frascos também terão cores distintas para evitar erros na aplicação.

A vacina da Pfizer-BioNTech já havia obtido a autorização para aplicação em adolescentes, razão pela qual é a marca que vem sendo utilizada nesse público pelas autoridades de saúde no Brasil.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.