Ir para conteúdo

[Estimulante]
Donos de sex shops de Paulínia são detidos por venda do ‘melzinho do amor’

Na ação de policiais de Campinas, foram apreendidos quase 2,8 mil sachês do estimulante sexual que é proibido pela Vigilância Nacional em Saúde

12 nov 2021 – 17h43
Toda a mercadoria foi apreendida e os responsáveis pelos sex shops levados até a delegacia (Foto: Divulgação)

Dois proprietários de sex shops de Paulínia, um de 38 anos de idade e outro de 40, foram detidos  em flagrante pela venda de produtos proibidos pela Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa) – o chamado “melzinho do amor”. O flagrante ocorreu na tarde de quinta-feira (11).

A prática ilícita dos autores foi descoberta após apurações realizadas por agentes da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), de Campinas, de acordo com informações da Secretária de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP).

Os policiais, de posse do endereço dos estabelecimentos, no Jardim Planalto, se deslocaram até as lojas, onde encontraram 2.792 sachês de um estimulante sexual que tem sua comercialização, distribuição, fabricação, propaganda e uso proibidos pela Anvisa, já que pode apresentar riscos à saúde.

Diante dos fatos, toda a mercadoria foi apreendida para perícia e os responsáveis pelos sex shops levados até a unidade especializada. No local, os autores foram indiciados por fabricar, vender, expor à venda, ter em depósito para vender ou, de qualquer forma, entregar a consumo coisa ou substância nociva à saúde, ainda que não destinada à alimentação ou a fim medicinal. Conforme a SSP, ambos foram liberados após pagamento de fiança.

‘Limpa Trilhos’

Em outra ação policial nesta quinta-feira, 21 pessoas foram abordadas e 28 comércios de sucatas vistoriados, em Paulínia. Em um estabelecimento do bairro Morro Alto, os agentes de segurança encontraram objetos que haviam sido furtados de um prédio público e peças automotivas sem certificados de procedência.

O responsável foi encaminhado à Delegacia de Paulínia e autuado por receptação qualificada. Num outro local investigado pela operação, sete aves silvestres foram encontradas e dois termos circunstanciados acabaram registrados pela Polícia Civil. Ninguém ficou preso, conforme a polícia.

A operação denominada “Limpa Trilhos” foi organizada pela 1ª Delegacia Seccional de Campinas e realizada simultaneamente em Paulínia e Campinas. Envolveu a Polícia Civil, a Polícia Militar, a Guarda Civil Municipal de Paulínia e a Secretaria Municipal de Negócios da Receita.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.