Ir para conteúdo

[Campanha]
São Paulo anuncia redução de intervalo de doses da Pfizer para 21 dias

Medida começa a valer nesta terça-feira (19) para 2 milhões de pessoas, que poderão concluir o esquema vacinal antes do prazo previsto

18 out 2021 – 20h29
Quando a pessoa completa seu esquema vacinal, está mais protegida contra o coronavírus (Foto: Agência Brasil)

Ogovernador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (18), por meio de suas redes sociais, que o intervalo entre as duas doses da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech será reduzido para 21 dias. Isso significa que, quem tomou a primeira dose desse imunizante no estado de São Paulo e ainda aguarda para tomar a segunda dose, poderá fazê-lo assim que completar 21 dias da primeira dose.

Quando começou a ser aplicada no Brasil, o intervalo entre as duas doses da Pfizer/BioNTech era de 12 semanas, ou seja, em torno de três meses. Em setembro deste ano, o governador Doria já havia reduzido o intervalo entre as doses de 12 para oito semanas. E agora ele voltou a reduzir o intervalo, para apenas 21 dias, mesmo período em que essa vacina tem sido aplicada em diversos outros países.

“Vamos reduzir de 8 semanas para 21 dias o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose da Pfizer. A medida vai beneficiar cerca de 2 milhões de pessoas que poderão completar o esquema vacinal mais cedo em São Paulo. Vacina no braço”, escreveu Doria em suas redes sociais.

A intenção do governo paulista é aumentar rapidamente a quantidade de pessoas no estado com esquema vacinal completo. Quando uma pessoa completa o seu esquema vacinal, ela está mais protegida contra o novo coronavírus, especialmente contra a variante Delta, que já é predominante em São Paulo.

A medida deve beneficiar 2 milhões de pessoas com 18 anos ou mais que receberam a primeira dose e, agora, poderão concluir seu esquema vacinal cinco semanas antes do prazo indicado na carteira de vacinação. A nova estratégia definida pelo Plano Estadual de Imunização (PEI) poderá ser realizada a partir desta terça-feira (19) pelos 645 municípios.

Segundo o governo estadual, cada cidadão que já recebeu a primeira dose da Pfizer poderá conferir sua carteirinha para verificar a nova previsão de retorno ao posto, contando em seu calendário 21 dias a partir da data da primeira dose – e mesmo que o período já seja maior que este, também poderá tomar a segunda dose antes da data de retorno sinalizada em sua carteirinha.

A vacinação para os adolescentes segue com intervalo de oito semanas e a antecipação para o público será adotada mediante disponibilização de mais doses de Pfizer pelo Ministério da Saúde.

Desde o início da campanha, o estado de São Paulo já aplicou mais de 68,4 milhões de doses de vacinas e mais de 83% da população adulta já tem esquema vacinal completo. Os dados foram extraídos às 11h48 do Vacinômetro, atualizado em tempo real e disponível para consulta pública em: https://vacinaja.sp.gov.br/.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.