Ir para conteúdo

[Pandemia]
Ministério da Saúde registra duas mortes de moradores de Paulínia

Mais 2,2 milhões de doses da Pfizer chegam em Viracopos, Campinas;  previsão é que 200 milhões de doses sejam entregues até dezembro

19 set 2021 – 21h27
Imunizantes do laboratório norte-americano serão disponibilizados para todo o País (Foto: Agência Brasil)

OMinistério da Saúde registrou mais duas mortes de moradores de Paulínia em decorrência da Covid-19 neste final de semana. Com isso, o total de óbitos desde o início pandemia no município subiu para 303, de acordo com o governo federal, responsável pelos números oficiais da doença no País. Já a Prefeitura divulgou uma morte entre sexta-feira (17) e este domingo (19).

Pelas contas da Administração municipal, ao todo, são 298 mortes de morador de Paulínia até aqui. A mais recente, divulgada na última sexta-feira, trata-se de um homem 57 anos, sem comorbidades. Morreu no dia 17 passado. A Prefeitura não informou se o óbito ocorreu no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”.

Depois de 11 dias, o Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus atualizou sábado (18) todos os dados de seu boletim epidemiológico diário, principalmente, aqueles referentes a casos confirmados, suspeitos, descartados e recuperados. Isso aconteceu, conforme a Administração municipal, “devido a problemas técnicos na exportação da base de dados ‘E-SUS Notifica’ do Ministério da Saúde.”

Às 9h30 deste sábado,15 pessoas estavam internadas no hospital municipal de Paulínia em decorrência da Covid-19. Desse total, 10 pacientes ocupavam vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e cinco, leitos clínicos. Até a publicação deste texto, a Administração municipal não havia divulgado o boletim epidemiológico deste domingo, com dados atualizados às 9h da manhã.

Na tarde deste domingo, foram desembarcados no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, mais 1,14 milhão de doses da vacina contra a Covid-19 da Pfizer. Pela manhã, já havia chegado outro carregamento do mesmo tamanho, totalizando 2,28 milhões de doses. Os imunizantes produzidos pelo laboratório norte-americano serão disponibilizados a todo o País.

Até o final de 2021, segundo a Pfizer, serão entregues 200 milhões de doses do imunizante por meio de dois contratos de fornecimento da vacina. O primeiro, fechado com o Ministério da Saúde em 19 de março, prevê a entrega de 100 milhões até o final de setembro. Já o segundo, assinado em 14 de maio, prevê mais 100 milhões de doses entre outubro e dezembro.

De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, 222,3 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas no Brasil, sendo 141,8 milhões de primeiras doses e 80,5 milhões de segundas doses ou doses únicas. Ainda segundo a pasta, foram distribuídas, até o momento, 267,6 milhões de doses aos estados e ao Distrito Federal. Desse total, 259,4 milhões já foram entregues e 8,2 milhões estão em processo de distribuição.

O número de mortes por Covid-19 no Brasil subiu para 590.752. Em 24 horas, foram registradas 244 mortes. Já o total de pessoas infectadas pelo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 21.239.783. Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 9.458 novos casos. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite deste domingo (19). O balanço é produzido a partir de informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.