Ir para conteúdo

[Artigo]
Você sabe como é calculado seu holerite pelo Departamento Pessoal?

Entenda os cálculos de seu salário por hora, proporcional, adicional de periculosidade e os índices de desconto de INSS e Imposto de Renda Retido na Fonte

Erica Meniti Pires* | 21 jul 2021 – 11h38
A advogada Erica Meniti Pires: quatro dicas para esclarecer as dúvidas dos trabalhadores (Foto: Divulgação)

Odireito do trabalho é muito dinâmico e essa relação possui várias vertentes que é de desconhecimento de muita gente.

Por isso, esta semana separei quatro dicas a fim de esclarecer algumas dúvidas corriqueiras.

– Como calcular o valor de suas horas trabalhadas

Utilizaremos a jornada de trabalho de 44 horas semanais, sendo de segunda a sábado, até oito horas diárias. Como resultado, temos um total de 220 horas por mês (44 horas por semana x 5 semanas por mês = 220 horas mensais) — um valor considerado padrão hoje em dia.

Vamos supor que o salário, nesse caso, seja de R$ 2.000,00.

Dividindo o salário mensal pelas 220 horas de trabalho temos o valor do salário por hora, que nesse exemplo é R$ 9,09. Parece pouco para quem vê assim, mas dá para perceber como ele se acumula.

– Como calcular o salário proporcional

Para calcular o salário por dias trabalhados é só dividir o valor do salário mensal pelo número de dias do mês em questão e multiplicar esse valor pelos dias que foram trabalhados. O resultado é o salário proporcional.

O que vale na conta são os dias corridos. Por exemplo, se você trabalhou do dia 1 ao dia 16, tem direito a 16 dias de salário, mesmo que haja dois finais de semana não trabalhados no meio.

Para saber quanto você ganha por dia, de maneira genérica, você pode usar o mês comercial, de 30 dias. Se seu salário é de R$ 3.000, por exemplo, você ganha R$ 100 por dia (3.000/30). Para calcular sua hora trabalhada, divida o valor total do salário por 220.

– Como é calculado o adicional de periculosidade do empregado que recebe adicional noturno

O adicional de periculosidade, nesses casos, deve compor a base de cálculo do adicional noturno, considerando que no horário noturno o empregado permanece sob as condições de risco.

Por essa razão, primeiro se calcula o adicional de periculosidade e posteriormente o adicional noturno.

– Como calcular desconto de INSS e IRRF sobre o salário

O cálculo do quanto será descontado do salário depende do valor que o trabalhador recebe. Todavia, os dois principais descontos são a contribuição do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte).

Em janeiro de 2021, foi atualizada a tabela de contribuição do INSS e os descontos são da seguinte forma:

  • o trabalhador que recebe até um salário mínimo, de R$ 1.100,01 tem desconto de 7,5%;
  • o salário entre R$ 1.100,01 e R$ 2.203,48, a alíquota é de 9%;
  • o salário entre R$ 2.203,49 e R$ 3.305,22, a alíquota é de 12%;
  • o salário entre R$ 3.305,23 e R$ 6.433,57, a alíquota é de 14%;
  • o salário acima de R$ 6.433,57 paga R$ 751,99.

Já a tabela do imposto de renda não é atualizada desde 2015 e os descontos são da seguinte forma:

  • o trabalhador que recebe até R$1.903,98 é isento;
  • para o trabalhador que tem salário de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65, o imposto é de 7,5%;
  • para o trabalhador que tem salário de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05, o imposto é de 15%;
  • para o trabalhador que tem salário de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68, o imposto é de 22,5%;
  • a partir daí, o imposto é de 27,5%.

(*Erica Menite Pires é advogada em Direito do Trabalho – Instagram: adv_ericapires)

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.