Ir para conteúdo

[Rave]
Guarda Municipal encerra festa clandestina com cerca de 200 pessoas

Pancadão acontecia em uma chácara no bairro Saltinho, em Paulínia; conforme a GM, havia aglomeração e os frequentadores não usavam máscara

9 mai 2021 – 10h13
Pessoas em frente à chácara após a chegada da Guarda Municipal e Polícia Militar (Foto: Divulgação)

AGuarda Municipal encerrou na madrugada deste domingo (9) uma festa clandestina com cerca de 200 pessoas em uma chácara no bairro Saltinho, em Paulínia. A responsável pela rave foi identificada e o caso apresentado na Delegacia de Polícia Civil da cidade.

O flagrante aconteceu após a Guarda Municipal receber denúncias de que acontecia uma festa clandestina no local. “Foram constatadas aglomerações e  pessoas sem máscaras, descumprindo o decreto estadual (que fixa as normas de segurança sanitárias na pandemia da Covid-19)”, informou a corporação.

Polícia Militar e Guarda Municipal acompanham frequentadores irem embora de festa clandestina (Foto:Divulgação)

A dona da festa clandestina foi autuada por perturbação do sossego (lei do pancadão), por causar barulho de 85,8 decibéis. Os níveis de intensidade do som ou dos ruídos, conforme período e de acordo com o estabelecido pela legislação, são:

A lei do pancadão prevê a aplicação de multa no valor de 500 Unidades Fiscais de Paulínia (UFPs) – o equivalente hoje a R$ 1.913,40.

Carros estacionados nos dois lados da rua onde acontecia o pancadão, em Paulínia (Foto: Divulgação)

Viaturas da Guarda Municipal e da Polícia Militar permaneceram no local até que todas pessoas deixassem a chácara. Na Delegacia de  Paulínia foi feito Boletim de Ocorrência de “Infração de Medida Sanitária Preventiva  e Perturbação do Trabalho e do Sossego Alheio”.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.