Ir para conteúdo

[Covid-19]
Mais 3,8 milhões de doses da vacina AstraZeneca chegam ao Brasil

Já a Prefeitura de Paulínia enfrentou pelo segundo dia consecutivo problemas com a importação de dados da plataforma do Ministério da Saúde

2 mai 2021 – 17h40
Doses vieram por meio do Covax Facility, aliança internacional da Organização Mundial da Saúde (Foto: Agência Brasil)

Oministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e a representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, Socorro Gross, receberam neste domingo (2), em Guarulhos, na Grande São Paulo, 3,8 milhões de doses da vacina AstraZeneca, adquiridas pelo governo brasileiro por meio do consórcio Covax Facility.

O Covax Facility é uma aliança internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS) que tem como principal objetivo acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a Covid-19 e garantir acesso igualitário à imunização.

Sábado (1º), outro voo entregou 220 mil doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca. Com esses últimos desembarques, completam-se os 4 milhões de doses previstos para maio, anunciados pelo Ministério da Saúde. O Brasil tem direito a 10,5 milhões de doses do consórcio.

Neste domingo, a Prefeitura de Paulínia continuou com problemas técnicos na exportação das informações da base de dados “E-Sus Notifica”, do Ministério da Saúde. Pelo segundo dia seguido, os casos confirmados, suspeitos, descartados e recuperados não foram atualizados pela Administração municipal.

Já o número de internados em decorrência da Covid-19 no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” caiu de 51 para 43 nas últimas 24 horas. Até as 9h30, conforme o boletim da Prefeitura, 18 deles ocupavam leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 25, leitos clínicos coronavírus. No total, há 64 leitos reservados para atender esses doentes.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.