Ir para conteúdo

[Paulínia]
Paralisação do transporte público deixa 25 mil passageiros a pé

Trabalhadores da Terra Auto Viação cruzaram os braços às 9h30 desta quarta-feira para tentar incluir a função de cobrador na nova licitação do setor

28 abr 2021 – 17h03
Trabalhadores da Terra Auto Viação protestam no Rodoshopping de Paulínia nesta quarta (Foto: Divulgação)

Cerca de 25 mil passageiros do transporte público municipal urbano e rural de Paulínia ficaram a pé nesta quarta-feira (28), em Paulínia. Motoristas e cobradores da Terra Auto Viação cruzaram os braços para tentar forçar a Prefeitura a incluir a função de cobrador na nova licitação para o setor. A paralisação prosseguia até as 22h45.

A volta para casa prometia ser bastante complicada para o  passageiro que pegou o ônibus para ir ao trabalho pela manhã, mas acabou surpreendido com o recolhimento dos circulares. Ao longo do dia, os pontos ficaram com pessoas à espera dos coletivos. No final da tarde a situação piorava ainda mais.

Motoristas e cobradores reclamam que a licitação para o transporte público em Paulínia, já em andamento, vai causar a demissão de cerca de 100 cobradores com a implantação da bilhetagem eletrônica. Além disso, eles querem seis meses de estabilidade no emprego com a chegada de uma eventual nova empresa para atuar dentro da cidade.

Na segunda-feira (26), um consórcio e duas empresas entregaram documentação para participar da concorrência pública que irá escolher a nova concessionária do transporte público municipal de passageiros em Paulínia para os próximos 10 anos. A documentação é analisada pela Prefeitura e só após isso ocorrerá a abertura das propostas econômicas das habilitadas. O anúncio da vencedora pode levar até 30 dias.

A Terra, concessionária do transporte público em Paulínia desde janeiro de 2020, montou o Consórcio Mobilidade Paulínia com o Grupo Belarmino, por meio da Rápido Sumaré Ltda, para participar da concorrência pública. As outras duas interessadas são a Sancetur – Santa Cecília Turismo Ltda e a Smile Transportes e Turismo Ltda, que operam parte do transporte escolar e universitário da Prefeitura.

No início da tarde, a Prefeitura informou que não fará a inclusão da função de cobrador na nova concorrência pública porque o processo de licitação “já começou a correr”. Por meio de nota, avisou que “A Administração municipal está tomando todas as medidas cabíveis para que os ônibus voltem a circular o mais breve possível, normalizando toda operação”.

Veja a nota da Prefeitura na íntegra

A Prefeitura de Paulínia, via Secretaria de Transportes, informa que até as 12h desta quarta-feira, 28, não foi comunicada e nem recebeu aviso prévio, sobre a paralisação dos trabalhadores do transporte municipal, que está acontecendo de forma irregular desde às 9h30.

Transportes notificou a empresa, e a mesma informou que também não recebeu nenhum comunicado oficial de paralisação e solicitou a imediata retomada dos serviços.

A Administração municipal está tomando todas as medidas cabíveis para que os ônibus voltem a circular o mais breve possível, normalizando toda operação.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.