Ir para conteúdo

[Pandemia]
Ministério da Saúde e Prefeitura confirmam morte de morador de Paulínia

Brasil tem 4.195 óbitos registrados em 24 horas nesta terça-feira; desde o início da pandemia, 336.947 pessoas morreram pela doença

6 abr 2021 – 19h58
Médico avalia radiografia de tórax de paciente do novo coronavírus em hospital de São Paulo (Foto: Divulgação)

OMinistério da Saúde e a Prefeitura confirmaram uma morte de morador de Paulínia pela Covid-19 nesta terça-feira (6). Desde o início da pandemia, a cidade totaliza 160 óbitos, segundo o governo federal, responsável pelos números oficiais da doença no Brasil. Mas, para a Administração municipal, são 153.

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus informou que a 153ª morte pelo coronavírus em Paulínia se refere a um homem de 70 anos, com antecedente de imunodeficiência (mieloma múltiplo). Iniciou os sintomas respiratórios no dia 31 de março e deu entrada no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” no sábado (3). Foi feito diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de PCR, com resultado positivo. Morreu domingo (4).

O número de pacientes Covid-19 no hospital municipal de Paulínia segue acima de sua capacidade de atendimento para esses doentes. Até as 9h30 desta terça-feira, existiam 70 internados para 64 vagas reservadas para a pandemia – 27 dos 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estavam ocupados e 100% dos 34 leitos clínicos Covid-19 lotados. Seis pessoas com ou suspeita de coronavírus eram acomodadas em leitos clínicos gerais.

Nesta terça-feira, o Brasil bateu a marca das quatro mil mortes diárias por Covid-19. De acordo com o balanço diário do Ministério da Saúde divulgado nesta noite, entre segunda e terça-feira, as autoridades de saúde confirmaram 4.195 óbitos em função da doença.

Com isso, o número de vítimas que não resistiram à pandemia do novo coronavírus subiu para 336.947. Ainda há 3.598 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

Já o número de novos casos confirmados em 24 horas foi de 86.979. O País chegou a 13.100.580 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

O número de pessoas recuperadas subiu para 11.558.774. Já a quantidade de pacientes com casos ativos, em acompanhamento por equipes de saúde, ficou em 1.204.849.

Os dados em geral são menores aos domingos e segundas-feiras pela menor quantidade de trabalhadores para fazer os novos registros de casos e mortes. Já às terças-feiras eles tendem a ser maiores, já que neste dia o balanço recebe o acúmulo das informações não processadas no fim de semana.

O ranking de estados com mais mortes pela Covid-19 é liderado por São Paulo (78.554), Rio de Janeiro (38.040), Minas Gerais (25.795), Rio Grande do Sul (21.018) e Paraná (17.685). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.306), Amapá (1.346), Roraima (1.362), Tocantins (2.133) e Sergipe (3.642).

Até o início da noite desta terça-feira, tinham sido distribuídas 43,3 milhões de doses de vacinas. Deste total, foram aplicadas 22,4 milhões de doses, sendo 17,4 milhões da 1ª dose e 4,9 milhões da segunda dose.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.