Ir para conteúdo

[Pandemia]
Homem de 89 anos é a 152ª vítima fatal da Covid-19 em Paulínia

 Arrecadação de alimentos pela Vacina contra a Fome começa nesta 2ª-feira; até este domingo, Paulínia não havia aderido à campanha

4 abr 2021 – 17h55
Profissionais de saúde anotam dados de pessoas na fila de vacinação contra Covid-19 no estado (Foto: Agência Brasil)

APrefeitura e o Ministério da Saúde registraram mais uma morte de morador de Paulínia em decorrência da Covid-19 neste domingo (4). Com isso, o total de óbitos pela doença na cidade, desde o início da pandemia, chegou a 152, de acordo com a Administração municipal. Mas, para o governo federal, responsável pelos números oficiais do novo coronavírus no Brasil, já totaliza 155. A quantidade de contaminados passa de 10,5 mil no município.

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus divulgou que a 152ª morte se trata de homem de 89 anos, com antecedentes de diabetes mellitus, doença cardiovascular e doença neurológica. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 22 de março e deu entrada no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” no dia 27. Foi realizado diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de PCR, com resultado positivo. Morreu sábado (3).

Até as 9h30 deste sábado, conforme o boletim da Prefeitura, os 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e os 34 leitos clínicos Covid-19 estavam 100% ocupados no hospital municipal de Paulínia. Outros oitos pacientes coronovarírus eram acomodados em leitos clínicos gerais, aqueles que também são destinados para as demais doenças. Conforme o prefeito Du Cazellato (PL), há um mês, a unidade pública atende acima de sua capacidade para pacientes Covid-19 (nesta manhã tinha 72 pacientes para 64 leitos).

Nesta segunda-feira (5), começa a arrecadação de alimentos pela campanha Vacina contra a Fome. A iniciativa, lançada pelo governo do estado de São Paulo, propõe que os locais de vacinação contra a Covid-19 também passem a receber alimentos não perecíveis. Pelo menos 389 das 645 prefeituras paulistas já aderiram à campanha. Na região de Campinas, 18 municípios estão na iniciativa. Paulínia até este domingo não fazia parte da lista de cidades participantes da Vacina contra a Fome.

A Prefeitura garantiu que irá lançar uma campanha municipal e também aderir à do estado.  Pela ação estadual, de forma voluntária, as pessoas que forem se vacinar podem levar um quilo de alimento não perecível, como arroz, feijão, macarrão e leite em pó. As doações serão repassadas pelas prefeituras participantes às famílias afetadas pela crise causada pela pandemia de Covid-19. A lista de municípios participantes da campanha Vacina contra a Fome separada por região pode ser acessada na página da campanha: https://vacinacontraafome.sp.gov.br/.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu mais 225 litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), o que garante a produção de 5,3 milhões de doses de vacina contra Covid-19. O anúncio foi feito nessa sexta-feira (2), pela Fiocruz, que espera outras três entregas de IFA ainda este mês. “Com mais este lote, a instituição garante IFA suficiente para a produção de vacinas Covid-19 até maio.

A Fiocruz recebeu IFA nos últimos dias equivalente a 23,5 milhões de doses. Somadas às 11 milhões de doses já produzidas e que estão em processo de controle de qualidade, a Fiocruz garante 35 milhões de doses a serem entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI)”, informou a fundação. Segundo a Fiocruz, até o momento foram entregues ao Ministério da Saúde 8,1 milhões de doses da vacina Covid-19, sendo 4 milhões de doses importadas da Índia e 4,1 milhões produzidos até a última sexta-feira (2).

As entregas somarão 100,4 milhões de doses até julho, conforme Fiocruz. Sobre a possibilidade de atraso na entrega de IFA este mês, a fundação se pronunciou em nota, afirmando que possui material para dar continuidade à fabricação das vacinas. “A Fiocruz esclarece que tem trabalhado para garantir todas as importações necessárias de insumos e reagentes para a produção da vacina Covid-19. Apesar da dificuldade de transporte internacional enfrentada por vários países, a instituição tem insumos garantidos para a produção das próximas semanas.”

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.