Ir para conteúdo

[Trânsito]
Manifestação de caminhoneiros termina com atropelamento na Zeferino Vaz

Tentativa de bloqueio da rodovia em protesto contra os preços do diesel, frete, gás de cozinha e pedágio começou por volta das 6h, na altura da Replan

3 mar 2021 – 10h45
Unidades de resgate fazem atendimento à vítima atropelada na entrada de posto de combustíveis (Foto: Divulgação)

Um protesto de caminhoneiros terminou com o atropelamento de um manifestante no início da manhã desta quarta-feira (3), na Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), na região da Refinaria de Paulínia (Replan). O motorista Alexandre Batista Patricio, o Alexandre Mão Branca, de 40 anos, foi encaminhado em estado grave ao Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mas não resistiu aos ferimentos e morreu momentos depois.

A empresa Rota das Bandeiras, concessionária do Corredor Dom Pedro de rodovias, o que inclui a Zeferino Vaz, informou que registrou uma carreata no início da manhã desta quarta-feira na rodovia, mas sem bloqueio de pistas. A manifestação aconteceu por volta das 6h, na altura do Km 130, na região da Replan, no sentido cidade de Cosmópolis.

Alexandre Mão Branca (Foto: Reprodução)

“A Polícia Militar Rodoviária acompanhava a manifestação. Na entrada de um posto de combustíveis, na altura do km 130, houve o atropelamento de um pedestre, às 6h20”, informou a Rota das Bandeiras. “A vítima foi atendida pela concessionária e encaminhada em estado grave ao HC da Unicamp.”

De acordo com a Rota das bandeiras, não houve qualquer reflexo no trânsito da Zeferino Vaz. A concessionária também destacou que não registrou nenhum outro ponto de manifestação nesta manhã no Corredor Dom Pedro de rodovias, formado ainda por estradas como a Rodovia D. Pedro I.

O manifesto dos caminhoneiros em Paulínia seria um movimento nacional, marcado para começar a partir das 5h desta quarta-feira, com o objetivo principal de protestar contra os preços do diesel, frete, pedágio e gás de cozinha, o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo).

As causas do atropelamento de Alexandre Mão Branca ainda serão investigadas pela polícia. Ele era motorista de veículos de transporte de carga e foi candidato a vereador de Paulínia nas eleições municipais de 2020 pelo MDB. Obteve 61 votos naquela ocasião e não se elegeu para ocupar uma vaga na Câmara Municipal.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.