Ir para conteúdo

[Covid-19]
Prefeitura e Ministério da Saúde divulgam mortes pelo 2º dia seguido

Ocupação de 100% dos 14 leitos de UTI reservados a pacientes do novo coronavírus entra no sétimo dia consecutivo no hospital municipal de Paulínia

27 fev 2021 – 14h32
Mais de 1,8 mil pessoas aguardam exames para confirmar ou descartar a doença em Paulínia (Foto: Divulgação)

Pelo segundo dia seguido, a Prefeitura e o Ministério da Saúde divulgaram mortes em decorrência do novo coronavírus em Paulínia, neste sábado (27). Até as 9h30, os 14 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) reservados a pacientes do novo coronavírus estavam 100% ocupados no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” pelo sétimo dia consecutivo e pela 11ª vez no mês.

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus de Paulínia informou dois óbitos:

  • 110ª morte

Trata-se de um homem de 58 anos, com antecedente de doença cardiovascular. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 22 de janeiro e deu entrada em hospital da rede privada de Artur Nogueira no dia 1º. Morreu no último dia 23.

  • 111ª morte

Refere-se a uma mulher de 95 anos, com antecedentes de doenças cardiovascular e neurológica. Começou a apresentar os sintomas respiratórios no dia 17 e foi internada no hospital municipal de Paulínia no dia 21. O diagnóstico laboratorial para a Covid-19 foi  confirmado pelo exame de PCR, com resultado positivo. Morreu sexta-feira, dia 26.

O Ministério da Saúde confirmou uma morte. “A Administração municipal se solidariza com todos os familiares e amigos”, destacou em nota. “A Prefeitura de Paulínia informa ser essencial que todos sigam as orientações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus e reforça a necessidade do uso de máscara, higienização das mãos sempre que possível, distanciamento social e evitar aglomerações.”

O Brasil teve sexta-feira (26) seu terceiro dia consecutivo com recorde diário de mortes por Covid-19, na média móvel de sete dias, de acordo com o painel Monitora Covid da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Segundo o governo federal, foi registrada nesta sexta-feira a média móvel de 1.152 óbitos, maior número desde o início da pandemia, acima dos 1.148 do dia anterior e dos 1.123 de quarta-feira (24). Essa média móvel de mortes é 8,2% maior do que 14 dias antes (1.065 óbitos) e 9,2% superior ao total de um mês antes (1.055).

Os casos, também segundo a média móvel de sete dias, chegaram a 53.422 por dia, 17,5% acima do número de 14 dias antes (45.470) e 4% acima dos casos diários de um mês antes (51.356).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.