Ir para conteúdo

[Covid-19]
Prefeitura confirma mais uma morte de morador de Paulínia

Anúncio

Pelas estatísticas do governo municipal, cidade tem 101 óbitos desde o início da pandemia; Ministério da Saúde contabiliza 106 no município

1º fev 2021 – 21h41
Quarta-feira (3), Butantan receberá 5,4 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) em Viracopos (Foto: Agência Brasil)

APrefeitura confirmou nesta segunda-feira (1º) mais uma morte de morador de Paulínia em decorrência da Covid-19. Com isso, a cidade chega a 101 óbitos, conforme a contagem realizada pelo governo municipal, passa dos 6 mil contaminados e possui 5.755 recuperados da doença desde o início da pandemia. Para o Ministério da Saúde, responsável pelos números oficiais do novo coronavírus no País, o município já contabiliza 106 mortes e 7.598 residentes infectados.

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus informou que a 101ª morte em decorrência da Covid-19 em Paulínia se refere a um homem de 85 anos, com antecedentes de doenças cardiovascular e neurológica. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 4 de janeiro e acabou internado no Hospital Municipal “Antônio Orlando Navarro” no último dia 14. Foi realizado diagnóstico laboratorial para a doença pelo exame de PCR, com resultado positivo. Morreu no dia 18 de janeiro.

“A Administração municipal se solidariza com todos os familiares e amigos”, destacou o governo municipal por meio de nota. “A Prefeitura de Paulínia informa que é essencial que todos sigam as orientações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus e reforça a necessidade do uso de máscara, higienização das mãos sempre que possível, distanciamento social e evitar aglomerações.” Até as 9h30 desta segunda-feira, 26 pessoas estavam internadas no hospital municipal em razão da Covid-19 – 12 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Restavam duas vagas livres na UTI Covid-19.

Nesta segunda-feira, o governador João Doria (PSDB) confirmou a liberação de um segundo lote de 5,6 mil litros de insumos na China para a produção de mais 8,7 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan no Brasil. A chegada da matéria-prima está prevista para o próximo dia 10.

Na próxima quarta-feira (3), o Butantan receberá o primeiro lote com 5,4 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) previsto para este mês. A carga é enviada pela biofarmacêutica Sinovac, com sede em Pequim, e permitirá a produção de 8,6 milhões de doses do imunizante em São Paulo. O desembarque deverá acontecer no período da noite, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

De acordo com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, as vacinas produzidas com o lote de matéria-prima que chega nesta semana começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde no próximo dia 25. Com as duas cargas de insumos, a produção local deverá chegar a 600 mil doses diárias em São Paulo.

“É importante mencionar que já temos um outro pedido em andamento de 8 mil litros adicionais. A produção com esse quantitativo de matéria-prima prosseguirá muito rapidamente”, afirmou Covas. Ainda nesta semana, o Butantan e o Ministério da Saúde devem confirmar o acordo para entrega de 54 milhões de doses adicionais, além das 46 milhões já definidas em contrato.

“Isso vai nos permitir chegar a um total de 100 milhões de doses. Nossa programação é que possamos entregar essas doses até o começo de agosto. Estamos trabalhando a todo vapor para que, rapidamente, as doses sejam produzidas assim que a matéria-prima chegar a partir de quarta-feira”, concluiu o diretor do Butantan.

Ainda nesta segunda-feira, o governador anunciou a entrega de mais 578,1 mil doses da vacina contra Covid-19 do Instituto Butantan para abastecer os 645 municípios do estado e prosseguir com a imunização pelo estado. O envio acontece até a próxima quarta-feira (3) do Centro de Distribuição e Logística (CDL), localizado na Capital, rumo aos Grupos de Vigilância Epidemiológica (GVE), onde os municípios deverão retirar os respectivos quantitativos – confira abaixo tabela com o número de doses por Departamento Regional de Saúde.

O Departamento Regional de Saúde VII Campinas, a qual Paulínia pertence, irá receber 52,2 mil doses. Esse é o terceiro lote (dois da Coronavac e um da Instituto Fiocruz/AstraZeneca e Oxford. As vacinas distribuídas nesta etapa serão para os municípios imunizarem os idosos acima de 90 anos, a partir do dia 8, e completarem todo o público-alvo da primeira fase da campanha, que inclui trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas, além de idosos (acima de 60 anos) e pessoas com deficiência a partir de 18 anos que vivem em instituições de longa permanência.

O governo do estado de São Paulo tem até esta terça-feira (2) para dar explicações ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre os critérios adotados para a distribuição e aplicação das vacinas CoronaVac, contra o novo coronavírus.  Em despacho proferido na última quinta-feira (28) pelo conselheiro Dimas Ramalho foi concedido prazo de cinco dias úteis para que o governador João Doria e o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, prestem esclarecimentos sobre pessoas que estariam sendo vacinadas sem fazer parte do grupo prioritário que atua na linha de frente de pacientes com Covid-19.

“O despacho solicita explicações sobre os critérios adotados pelo Estado para as distribuições das doses da CoronaVac aos municípios e aos hospitais sob sua responsabilidade, da administração direta, indireta, ou quaisquer outras unidades hospitalares custeadas com recursos do Estado – como aquelas gerenciadas por entidades do Terceiro Setor, bem como a quantidade de doses distribuídas para cada município e hospital”, diz o tribunal.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou que foi notificada e disse que prestará os esclarecimentos ao Tribunal de Contas dentro do prazo. “É total compromisso da pasta prezar pela transparência e pelo êxito da campanha de vacinação contra Covid-19. Justamente por isso, a pasta tem divulgado as grades regionalizadas de vacinas, permitindo à população e órgãos de controle o acompanhamento desta medida”, informa a nota da Secretaria.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.