Ir para conteúdo

[Pandemia]
Governo de SP cancela feriadão do Carnaval; Paulínia cria folga de 5 dias

Servidores municipais vão emendar sábado e domingo à segunda, terça-feira da folia do Rei Momo e à quarta-feira de Cinzas, conforme Diário Oficial

29 jan 2021 – 16h39
Decreto publicado na edição desta quinta-feira (28) do Diário Oficial de Paulínia (Foto: Divulgação)

Ogovernador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (29) que o governo de São Paulo, assim como a Prefeitura da Capital paulista, decidiu não conceder ponto facultativo nos dias de Carnaval para todo o estado. A medida segue recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus.

Quinta-feira (28), a Prefeitura de Paulínia publicou no Diário Oficial do Município decreto concedendo ponto facultativo em todas as repartições públicas municipais nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro, segunda-feira, terça-feira de Carnaval e quarta-feira de Cinzas, criando uma folga prolongada de cinco dias, a partir de sábado e domingo, dias 13 e 14 de fevereiro.

Pelo decreto do prefeito Du Cazellato (PL), durante o ponto facultativo dos dias 15, 16 e 17 de Carnaval irão funcionar em Paulínia apenas repartições e serviços públicos municipais considerados essenciais à população, como pronto-socorro, hospital municipal, Guarda Municipal, Defesa Civil, como já ocorre aos finais de semana.

Até aqui a Prefeitura de Paulínia não divulgou nenhuma programação especial para os quatro dias de Carnaval deste ano na cidade. O governo municipal foi procurado para esclarecer se manterá o ponto facultativo nos dias 15, 16 e 17 ou suspenderá seu decreto após o anúncio desta sexta-feira do governo do estado, mas não respondeu até a publicação deste texto.

“Não haverá o feriado de Carnaval este ano. Esta é a recomendação do Centro de Contingência, de 20 médicos, cientistas e especialistas, para com isso manter sob controle a expansão da pandemia”, disse Doria, no início da tarde, no Palácio dos Bandeirantes, quando reclassificou o Plano SP e anunciou o início da vacinação de idosos acima de 90 anos contra a Covid-19.

Conforme o governador, o feriado está suspenso nas repartições e serviços públicos estaduais, que vão ter expediente regular nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro. O objetivo é impedir aglomerações comuns em festejos de Carnaval, bem como evitar a circulação de pessoas e proteger vidas em um momento em que casos e óbitos por Covid-19 crescem em todo o estado.

“Estamos em uma segunda onda da Covid-19. Não é razoável que festividades e encontros venham a ocorrer diante de uma situação tão trágica e tão difícil. Nós, evidentemente, não estamos impedindo, nem poderíamos proibir as pessoas de viajarem. Mas não teremos feriado de Carnaval em todo o estado de São Paulo”, completou o governador.

As prefeituras têm a prerrogativa de conceder ou não ponto facultativo nos dias de Carnaval aos serviços municipais. “A Prefeitura de São Paulo já tomou essa decisão de também suspender o ponto facultativo e a nossa recomendação, assim como da Associação Paulista de Municípios, é que sigam essa prerrogativa da Ciência e da Medicina”, enfatizou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.