Ir para conteúdo

[Combate]
Paulínia vacina 80 profissionais de saúde no primeiro dia de campanha

Município recebeu 1.120 doses do governo estadual; confira tabela nesta página com regiões, cidades e quantitativo correspondente a cada uma delas

21 jan 2021 – 18h41
Meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 2.609 profissionais de saúde nesta primeira fase (Foto: Divulgação)

APrefeitura de Paulínia aplicou 80 doses da vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (21), no primeiro dia da campanha nacional de imunização no município. Os profissionais de saúde que atuam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19, Enfermaria Respiratória e Unidade Respiratória do Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” foram priorizados.

A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 2.609 trabalhadores da área de Saúde e depois iniciar a segunda fase, onde serão priorizados idosos com 60 anos ou mais, conforme determina o Plano Nacional de Imunização do governo federal.

Na noite de quarta-feira (20), Paulínia recebeu do governo de São Paulo 1.120 doses. Conforme a chegada de novas cargas, a campanha será ampliada para atender outros profissionais da rede municipal e particular de Saúde.

Pela manhã, com a presença do prefeito Du Cazellato (PL), a técnica de enfermagem Eliete Maria Greco, de 72 anos, 34 deles  trabalhando no hospital municipal de Paulínia, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 na cidade.

“Demos o primeiro passo para controlar a pandemia. Pedimos calma aos profissionais da área. A Administração irá vacinar todos, conforme critérios estabelecidos pela Saúde”, garantiu Cazellato. Nesta sexta-feira (22), a campanha volta a ser realizada.

Até esta sexta-feira (22), o governo do estado de São Paulo entrega mais 145 mil vacinas do Butantan contra Covid-19 para outros 75 locais. Os caminhões, escoltados pela Polícia Militar, estão saindo do Centro de Distribuição de Logística (CDL), na Capital, para chegarem aos destinos.

Os novos pontos incluem 68 cidades e sete Grupos de Vigilância Epidemiológica nas seguintes regiões: São João da Boa Vista, Assis, Campinas, Presidente Prudente, Grande São Paulo e Piracicaba. (confira tabela nesta página com as regiões, cidades e número de doses). Os GVEs farão a subdivisão para cidades menores em suas áreas de atuação.

No decorrer desta semana, as 645 cidades recebem seus quantitativos iniciais. Diariamente, a Secretaria está divulgando os destinos e quantitativos, dando transparência aos estoques previstos para cada local.

Neste primeiro momento, profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos vivendo em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e quilombolas receberão as doses, com o apoio de equipes da atenção primária do SUS, segundo as estratégias adequadas ao cenário local. A inclusão de novos grupos populacionais será norteada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.

A divisão das grades foi baseada no quantitativo proporcional de vacinas previsto para São Paulo conforme o PNI. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe. Esta mesma referência é utilizada para cálculo das grades regionais e para cada cidade.

A campanha de imunização contra a Covid-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19 serão divulgadas pelo governo de São Paulo.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.