Ir para conteúdo

[Pandemia]
Paulínia passa de 100 mortes pela Covid-19, aponta Ministério da Saúde

Anúncio

Governo de SP entrega mais 125 mil vacinas para 75 locais novos; destinos desta quarta-feira incluem 64 cidades e 11 Grupos de Vigilância regionais

20 jan 2021 – 15h41
Expectativa do governo estadual é de que Paulínia receba a vacina até a próxima sexta-feira (Foto: Divulgação)

OMinistério da Saúde revelou que Paulínia passou da marca de 100 mortes pelo novo coronavírus. Até as 13h30 desta quarta-feira (20), de acordo com o governo federal, responsável pelos números oficiais da doença no Brasil, a cidade contabilizava 101 óbitos e 7.139 moradores contaminados. Para a Prefeitura – que nesta manhã, pelo terceiro dia seguido, confirmou morte de residente da cidade em decorrência da doença -, são 98 óbitos desde o início da pandemia, 5.563 infectados e 5.311 recuperados.

Conforme o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus da Prefeitura, a 98ª morte de morador de Paulínia se refere a uma mulher de 84 anos, com antecedentes de diabetes Mellitus, hipertensão e pneumopatia. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 6 de janeiro. Foi internada no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro no dia 10 e, realizado diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de PCR, com resultado positivo. Morreu terça-feira (19).

No hospital Municipal de Paulínia, a ocupação de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 baixou para 72,2%, com 10 pacientes testados positivos para o novo coronavírus. Ao todo, são 28 internados na unidade hospitalar – quatro a mais em relação às últimas 24 horas. O município ainda não recebeu do governo do estado as doses da vacina Coronavac que tem direito nesta primeira etapa da vacinação contra a Covid-19.

Na manhã desta quarta-feira, o governo do estado de São Paulo entrega mais 125 mil vacinas do Butantan contra Covid-19 para outros 75 destinos. Os caminhões, escoltados pela Polícia Militar, estão saindo do Centro de Distribuição de Logística (CDL), na Capital, para chegarem aos destinos até quinta-feira (21).

Os novos pontos incluem cidades das regiões de Sorocaba, Vale do Ribeira, Araraquara, São José do Rio Preto, Barretos, Vale do Paraíba e Litoral Norte, Bauru, Ribeirão Preto e Franca. Ainda terça-feira (19), remessas foram enviadas também para a região de Marília. (confira abaixo a tabela com as regiões, cidades e número de doses).

As remessas foram direcionadas diretamente a 64 Prefeituras de cidades com mais de 30 mil habitantes e a outros 11 Grupos de Vigilância Epidemiológica (GVE) regionais que farão a subdivisão para cidades menores em suas áreas de atuação.

No decorrer desta semana, as 645 cidades receberão seus quantitativos iniciais. Diariamente, a Secretaria está divulgando os destinos e quantitativos, dando transparência aos estoques previstos para cada local.

Neste primeiro momento, profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos vivendo em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e quilombolas receberão as doses, com o apoio de equipes da atenção primária do SUS, segundo as estratégias adequadas ao cenário local. A inclusão de novos grupos populacionais será norteada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.

A divisão das grades foi baseada no quantitativo proporcional de vacinas previsto para São Paulo conforme o PNI. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe. Esta mesma referência é utilizada para cálculo das grades regionais e para cada cidade.

A campanha de imunização contra a Covid-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra o novo coronavírus serão divulgadas pelo governo de São Paulo.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.