Ir para conteúdo

[Educação]
Paulínia define retorno das aulas presenciais na rede municipal

Retomada será gradual, por grupos de alunos e a partir de março deste ano; parte dos professores e funcionários recomeça após as férias

14 jan 2021 – 21h28
Aulas presenciais estão suspensas em Paulínia desde março do ano passado por causa da Covid-19 (Foto: Divulgação)

APrefeitura de Paulínia, por meio de seu Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19, anunciou na noite desta quinta-feira (14) o cronograma para o retorno das aulas presenciais na rede municipal de educação, composta por cerca de 20 mil estudantes. O planejamento de retorno foi dividido em dois grupos, conforme detalhado abaixo:

“O calendário escolar terá início no dia 8 de fevereiro de forma online”, esclareceu a Prefeitura. “A partir de 1º de março, as atividades acontecerão de modo presencial e parcial, conforme estabelecido pelo Comitê de Enfrentamento e Prevenção à Covid-19, sendo primeiramente para o Grupo 1 e posteriormente para o Grupo 2.”

As escolas comunicarão aos pais ou responsáveis em qual turma o aluno matriculado estará, para que possam se programar. No Grupo 2, estão incluídas as creches. O transporte escolar terá sua higienização reforçada para garantir a segurança sanitária de todos. “Novas informações e orientações serão divulgadas pela Prefeitura de Paulínia”, ressaltou.

A Administração municipal garantiu que já comprou totens de álcool em gel, máscaras, tapetes sanitizantes, squeezes, entre outros acessórios para fornecer aos servidores, educadores e estudantes.

“Nosso objetivo é a volta gradual e segura de todos os nossos quase 20 mil alunos”, adiantou secretária municipal de Educação, Meire Muller. “Cada escola receberá os insumos necessários para que os protocolos sanitários sejam cumpridos, assim como os alunos receberão máscaras e outros itens.”

A Prefeitura antecipou que caso haja dados adversos, o cronograma poderá ser alterado. “Caberá a Secretaria Municipal de Saúde avaliar a situação epidemiológica da cidade”, destacou.

O Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 também fez as seguintes observações:

  • A divisão em dois grupos se deu com base em questões logísticas (transporte, merenda, preparação de aula e outros) e de acordo com os protocolos definidos no Plano São Paulo.
  • Para além do retorno gradativo das aulas presenciais, a plataforma Google for Education passa a ser o apoio educacional oficial da Secretaria Municipal de Educação, ou seja, todas as ações virtuais por professores/alunos devem estar baseadas na referida plataforma, não sendo necessária a alimentação da plataforma Google Drive (hospedada no site da Prefeitura de Paulínia) utilizada no ano de 2020.
  • A definição da composição das turmas mencionadas neste cronograma será realizada pelos diretores e docentes das unidades de ensino, repassando a listagem para a Secretaria Municipal de Educação.
  • A rotina diária com alunos em período de pandemia, deverá seguir o estabelecido no protocolo publicado no Semanário Municipal do dia 15 de outubro (a partir da página 4 – http://www.paulinia.sp.gov.br/uploads/semanarios/1549.pdf).

Aulas presenciais estão suspensas em Paulínia desde março do ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus, causador da doença  Covid-19.

A Prefeitura de Paulínia informou que as escolas da rede particular podem retomar as aulas presenciais quando quiserem, desde que respeitem os protocolos do Plano São Paulo. “Anglo e Adventista retornam no fim do mês”, exemplificou.

Na quarta-feira (13), o governador João Doria (PSDB) e os secretários de Estado Rossieli Soares (Educação) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) apresentaram aos 645 prefeitos do Estado os detalhes da volta às aulas presenciais a partir de 1º de fevereiro na rede pública estadual.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.