Ir para conteúdo

[Covid-19]
Ministério da Saúde e Prefeitura confirmam mais mortes em Paulínia

Total de óbitos sobe para 96, segundo o governo federal; estado apresenta programa de volta às aulas na rede estadual a 645 prefeitos

13 jan 2021 – 15h06
Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, apresenta plano de volta as aulas presenciais (Foto: Divulgação)

OMinistério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (13) mais uma morte de morador de Paulínia em decorrência do novo coronavírus. Com isso, de acordo com os dados oficiais da doença no País, o município contabiliza 96 óbitos pela Covid-19 desde o início da pandemia e 6.899 contaminados. Já a Prefeitura divulgou outros dois óbitos, totalizando, pela suas contas, 94 mortos, 5.466 infectados e 5.262 recuperados. No Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” há 24 internados – sete na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Segundo o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus da Prefeitura a 93ª morte pela Covid-19 em Paulínia se trata de mulher de 48 anos, com antecedente de obesidade. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 24 de dezembro. Foi realizado diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de PCR, com resultado positivo. Morreu na casa dela no último dia 3.

Já a 94ª morte se refere a um homem de 33 anos, com antecedentes de diabetes Melittus. Iniciou os sintomas respiratórios em 1º de janeiro, sendo internado no hospital municipal de Paulínia no dia 8. Foi realizado diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de PCR, com resultado positivo. Morreu no domingo passado (10).

O governador João Doria (PSDB) e os secretários de Estado Rossieli Soares (Educação) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) apresentaram aos 645 prefeitos do Estado os detalhes da volta às aulas presenciais a partir de 1º de fevereiro na rede pública estadual. No encontro online também foi anunciado investimento de R$ 80 milhões para o programa de ampliação de oferta de vagas em creches escolares.

A Prefeitura não confirmou se o prefeito de Paulínia, Du Cazellato (PL), participou da reunião com o governador paulista. Também não revelou se rede municipal de educação irá acompanhar o calendário estadual e retomar as aulas presenciais na mesma data das escolas do estado e de que forma isso vai ocorrer. “O retorno das aulas presenciais será divulgado em breve pela Administração”, destacou.

“A Educação é fundamental para todos nós que somos pais, temos filhos que há mais de 12 meses estão distante de suas aulas, do ensino, de seus professores e que precisam, com critério, com planejamento retomarem suas aulas”, disse o governador João Doria.

A retomada na rede estadual de ensino ocorrerá no próximo dia 1º de fevereiro. Para este ano, foi autorizada pelo governo do estado a abertura das escolas em todas as fases do Plano São Paulo, obedecendo aos critérios de segurança estabelecidos pelo Centro de Contingência do Coronavírus.

“Hoje, a ciência nos mostra que o espaço escolar é seguro desde que realizemos todos os protocolos corretamente. Como governo do Estado, estamos seguindo a ciência e junto com as prefeituras, vamos avançar para priorizar cada vez mais a educação, abrindo nossas escolas para todos os estudantes”, explicou o secretário da Educação, Rossieli Soares.

Além do tema da volta às aulas, foram abordadas as parcerias entre Estado e municípios, como materiais didáticos, merenda e transporte escolar.

No encontro virtual, também foi anunciado um novo programa para ampliação de vagas em creches municipais. O diferencial para este ano é que as prefeituras poderão ofertar seus próprios projetos de obras para construção. O número de vagas ofertadas dependerá das demandas dos municípios. Detalhes sobre o programa serão publicados em resolução nos próximos dias.

O governo do estado também lançou nesta quarta-feira o programa Conecta Educação, com investimentos de R$ 1,5 bilhão em um pacote de tecnologia que inclui a compra de notebooks, desktops, wif-fi, estabilizadores, TVs, entre outros itens para melhorar a conectividade nas 5,1 mil escolas da rede estadual. A licitação foi realizada em parceria com Prodesp – empresa de tecnologia do estado.

Cieb

O Conecta Educação faz parte do Plano de Inovação Tecnológica da Secretaria da Educação, que conta com o apoio do Centro de Inovação para a Educação Brasileira (Cieb).

No início do ano letivo de 2021, as unidades, Diretorias de Ensino e órgãos administrativos que integram a Secretaria da Educação vão receber 269 mil notebooks, 87 mil desktops, 61 mil kits do Centro de Mídias (kit com TV, suporte, estabilizador etc), 5,2 mil carrinhos tecnológicos (plataforma de carregamento móvel), 65 mil kits wi-fi com roteador e 3,5 mil tablets educacionais para escolas com alunos portadores de necessidades especiais.

Apresentação com detalhes do Programa Conecta Educação está disponível neste link https://issuu.com/governosp/docs/apresenta__o_educa__o.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.