Ir para conteúdo

[MP-SP]
Denúncia de estelionato sentimental coloca quase 200 pessoas na cadeia

Promotoria de Martinópolis denunciou organização que falsificava perfis na internet e explorava vítimas; quadrilha lucrou cerca de R$ 100 milhões com golpe

21 dez 2020 – 17h45
Operação Anteros foi conduzida pela Polícia Civil em diversas cidades do estado na semana passado (Foto: Divulgação)

Ojuiz Alessandro Correa Leite, da 2ª Vara de Martinópolis, decretou a prisão de 181 pessoas ao receber a denúncia oferecida pelo Ministério Público de São Paulo contra 210 pessoas pela prática de organização criminosa, estelionato, extorsão e lavagem de dinheiro.

A ação ajuizada pela Promotoria de Justiça decorreu da Operação Anteros, conduzida pela Polícia Civil. Até o momento, 118 mandados de prisão já foram executados. Segundo a denúncia, os acusados praticavam verdadeiro “estelionato sentimental”.

Aproveitando-se de informações recolhidas na internet, eles criavam perfis falsos em sites de relacionamento e nas redes sociais. Em seguida, passavam a conversar com as vítimas por diversas plataformas.

De acordo com o MP-SP, fazendo-se passar por policiais, médicos ou militares, entre outras ocupações de destaque, prometiam presentes, grandes quantidades em dinheiro, mudança para o Brasil ou ainda casamento.

Para a concretização de tais promessas, os acusados solicitavam pagamento de valores para desbloqueio de malas ou caixas na Alfândega, tarifas de importação, multa da Polícia Federal, taxa da diplomacia, taxa da empresa de transporte, escolta e taxa dos Correios. As vítimas passavam a remeter vultosas quantias para os acusados.

Quando as vítimas não estavam mais dispostas a fazer as transferências voluntariamente, os réus passavam a praticar extorsão. Estima-se que aproximadamente 2 mil pessoas foram prejudicadas pela organização criminosa, que lucrou cerca de R$ 100 milhões com o golpe.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.