Ir para conteúdo

[Pandemia]
Ministério da Saúde contabiliza 91 mortes em Paulínia; infectados passam de 6 mil

Governo federal, responsável pelas estatísticas oficiais da Covid-19 no Brasil, adicionou mais um óbito de morador da cidade em seu balanço epidemiológico

11 dez 2020 – 13h26
Anvisa encerra a inspeção presencial iniciada no dia 7 na empresa chinesa Wuxi Biologics (Foto: Agência Brasil)

OMinistério da Saúde divulgou mais uma morte de morador de Paulínia em decorrência da Covid-19, totalizando 91 óbitos desde o início da pandemia. O acumulado de contaminados, segundo o governo federal, responsável pelos números oficiais da doença no Brasil, passou de 6 mil residentes na cidade (6.022), conforme atualização disponível até a manhã desta sexta-feira (11).

De acordo com o boletim epidemiológico da Prefeitura de Paulínia, com dados até as 9h30 desta sexta-feira, o município possui 88 mortos pelo novo coronavírus e 4.599 infectados. O número de moradores recuperados da Covid-19 é de 4.280. Há ainda 1.416 casos suspeitos na cidade – são pessoas que aguardam exames laboratoriais ou de imagem para confirmação ou não da doença.

A Prefeitura alega que seu boletim diário tem 1.423 pacientes e três mortes a menos que as estatísticas oficiais do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde, atualizadas até o início da noite de quinta-feira (10), por causa da demora de ser notificada pelo estado de casos de moradores da cidade atendidos em outros municípios; e da eventual duplicidade de notificações de atendidos em outras cidades e também em Paulínia. A Secretaria de Estado da Saúde informou que confere todas as notificações e faz as atualizações necessárias.

Nesta sexta-feira (11), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) encerra a inspeção presencial iniciada no dia 7 na empresa chinesa Wuxi Biologics, responsável pela fabricação de insumos ativos biológicos usados pela Fiocruz para a produção da vacina AstraZeneca/Oxford.

A partir de agora, os inspetores designados pela Anvisa enviados à China para verificar se a empresa tem adotado práticas adequadas para a fabricação dos insumos aguardam manifestação da Wuxi Biologics, em resposta a algumas informações adicionais decorrentes da inspeção, para emitirem o relatório. Só então o processo de certificação será concluído. Em nota, a Anvisa informa que a previsão é de que a certificação em boas práticas de fabricação ocorra entre a primeira e segunda semanas de janeiro.

Na quinta-feira, a Anvisa aprovou, por meio de deliberação de sua Diretoria Colegiada, a resolução que “abre possibilidade aos laboratórios de solicitarem autorização para uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas contra a Covid 19”. A decisão oficializa o pedido de uso emergencial de vacina anunciado no dia 2 de dezembro pela própria Anvisa. Nesta sexta, a Anvisa também publicou uma tabela com as informações atualizadas sobre o andamento das vacinas registradas no órgão.

Confira o status das análises preliminares para registro e outras informações de vacinas contra a Covid-19 (Imagem: Anvisa)
Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Advertisement

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.