Ir para conteúdo

[Saúde]
AME Campinas oferta 2.230 consultas em outubro para a região

No 1º dia de funcionamento, cerca de 100 pacientes foram atendidos em especialidades como dermato, oftalmo, otorrino e urologia

3 out 2020 – 10h35
Vista geral do interior do AME Campinas: pacientes são encaminhados pelos municípios (Foto: Divulgação)

OAmbulatório de Especialidades Médicas (AME) de Campinas iniciou no dia 1º o atendimento ambulatorial à população da região com a oferta de 2,3 mil consultas no mês de outubro, nas seguintes especialidades: dermatologia, oftalmologia, otorrinolaringologia e urologia. Além disso, ainda neste mês, serão ofertados 600 exames de nasofibroscopia e ultrassonografia.

Somente nesta quinta-feira (1º), em seu primeiro dia no novo regime de operação, mais de 100 pacientes foram assistidos no local.

O AME ampliará suas atividades de forma gradual com um rol de 22 especialidades médicas e não médicas, entre elas: Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Dermatologia, Vascular, Anestesiologia, Ortopedia, Mastologia, Cirurgia  Plástica e Geral, Enfermagem, Fisioterapia, Psicologia, Nutrição e Terapia Ocupacional. Terá capacidade de realizar, mensalmente, 7 mil consultas, 1 mil exames e 300 cirurgias de menor complexidade.

Neste modelo, o agendamento de cada paciente deve ser feito pelo município de residência, por meio do sistema Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde (Cross), na modalidade ambulatorial. A oferta acontecerá gradualmente, com agendamentos programados e em conformidade aos protocolos de segurança e prevenção da Covid-19.

O AME Campinas foi ativado em abril pelo governo do estado, já com seu perfil assistencial reprogramado para atender exclusivamente casos graves do novo coronavírus. Com a queda na demanda de casos da Covid-19, o espaço passou por ajustes e desinfecção para operar dentro de seu perfil assistencial atual.

Até 10 de setembro, o AME cuidava exclusivamente de casos do novo coronavírus. Nesse período, recebeu 297 pacientes e deu 216 altas, contando com 35 leitos, sendo 30 de UTI e cinco de enfermaria.

Com a nova dinâmica de funcionamento, eventuais casos de coronavírus da região podem ser redirecionados a outros serviços de referência, como o Hospital das Clinicas da Unicamp e o Hospital Estadual de Sumaré.

Os AMEs são unidades de alta resolutividade, com modernos equipamentos, que oferecem consultas, exames e, em alguns casos, cirurgias em um mesmo local, proporcionando maior rapidez ao diagnóstico e ao tratamento dos pacientes. Atualmente, o estado conta com 60 unidades do tipo. O modelo começou a ser implantado em 2014 no estado.

O objetivo do serviço é proporcionar atendimento de forma próxima e acessível ao cidadão, por meio da prestação de um conjunto de serviços que garantam uma intervenção rápida e eficaz, a fim de promover o diagnóstico precoce, orientar a terapêutica e ampliar a oferta de serviços ambulatoriais especializados. Os atendimentos nos AMEs são referenciados, mediante encaminhamento pelos serviços sob gestão dos municípios.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.