Ir para conteúdo

[Covid-19]
Hospital da PUC-Campinas seleciona voluntários para teste de vacina

Escolhidos vão receber uma única dose da Ad26.COV2.S, que é desenvolvida pela Janssen Pharmaceuticals, do grupo Johnson & Johnson

1º out 2020 – 16h32
Entrada principal do Hospital e Maternidade ‘Celso Pierro’, da PUC-Campinas (Foto: Divulgação)

OHospital e Maternidade “Celso Pierro”, da PUC-Campinas, começa a selecionar a partir desta sexta-feira (2) voluntários da região para pesquisa da vacina fase 3, que avalia a segurança e a eficácia do medicamento em humanos, contra a Covid-19 no Brasil. A Ad26.COV2.S é desenvolvida pela Janssen Pharmaceuticals, do grupo Johnson & Johnson, dos Estados Unidos, e a universidade católica da cidade vizinha será um dos centros de estudos no Brasil.

O diretor do Centro de Pesquisa Clínica da instituição, Danilo Villagelin, informou que o recrutamento das pessoas será voluntário e iniciará por meio de um formulário disponibilizado no portal do próprio hospital: www.hospitalpuc-campinas.com.br/pesquisas-clinicas/formulario-vac/. Todas as respostas são importantes para o processo de seleção. O preenchimento do formulário não é garantia de participação na pesquisa.

Os voluntários devem possuir idade mínima de 18 anos. Os selecionados receberão uma dose única da vacina ou um placebo (substância inativa). Podem participar aqueles que já tiveram ou não a Covid-19. O estudo está sob a responsabilidade da coordenadora da infectologia do Hospital Celso Pierro, Maria Patelli Juliani de Souza Lima.

De acordo com a PUC-Campinas, cerca de mil doses da Ad26.COV2.S devem ser disponibilizadas no hospital. A meta é vacinar 30 pessoas voluntárias diariamente durante o período de dois meses –uma parte do lote será destinada a profissionais de saúde, alunos e colaboradores da universidade.

O estudo será do tipo “duplo-cego”. Ou seja, a determinação de quem receberá a vacina ou o placebo será feita de forma randomizada (aleatória). Participantes nem pesquisadores saberão quais voluntários receberam placebo ou a dose da Ad26.COV2.S.

O estudo de fase três da vacina da Johnson & Johnson obteve autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no último dia 18 de agosto e foi aprovada pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), órgão vinculado ao Ministério da Saúde. No total, cerca de 6 mil voluntários participam dos testes em humanos em centros de pesquisa pelo Brasil e, no mundo, serão 60 mil pessoas.

Há outras três vacinas sendo testadas em última fase (a terceira) no Brasil e também aprovadas pela Anvisa: a de Oxford (inglesa); a da Sinovac (Coronavac) (chinesa); e a da BioNTech/Pfizer (alemã/americana).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.