Ir para conteúdo

[Paulínia]
Boletim diário traz mais cinco moradores infectados pelo novo coronavírus

Hospital municipal tem nesta segunda-feira 15 internados em razão da Covid-19; oito deles ocupam leitos da Unidade de Terapia Intensiva

28 set 2020 – 13h
Mais de 1.260 moradores de Paulínia aguardam resultados de exames para detecção da Covid-19 (Foto: Divulgação)

APrefeitura de Paulínia confirmou mais cinco moradores contaminados pela Covid-19 em seu boletim epidemiológico diário desta segunda-feira (28). Com isso, a cidade chega a 3.445 contaminados desde o início da pandemia e permanece com 79 mortes pela doença, de acordo com os números do governo municipal. Mas para o Ministério da Saúde, os casos confirmados no município já são 5.067 (mais cinco em relação a sua atualização anterior) e 79 óbitos. O total de recuperados do novo coronavírus continua em 3.161.

Até as 9h30 desta segunda-feira, 15 pessoas permaneciam internadas no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”, conforme os dados do boletim epidemiológico da Prefeitura. Desde total, oito ocupavam leitos de UTI – dois casos ainda aguardavam resultados de exames para confirmação ou descarte do novo coronavírus e seis já foram confirmados; seis estavam na Enfermaria Respiratória; e um seguia na Unidade Respiratória.

Na último dia 24, a Prefeitura garantiu que o hospital municipal de Paulínia ganhou mais dois leitos de UTI e, agora, possui 16 vagas de terapia intensiva – 10 destinadas a pacientes decorrentes do novo coronavírus e seis (quatro delas já ocupadas) reservadas para doentes de complicações diversas (antes eram quatro). O governo municipal ainda não esclareceu quando houve o aumento de oferta de leitos de UTI na rede pública de saúde do município.

Excluídos os recuperados (3.161) e os mortos (79) do total de casos confirmados da Covid-19 em Paulínia (3.445), há 205 moradores com a doença ativa na cidade. Além disso, outras 1.266 (mais nove nas últimas 24 horas) aguardam resultados de exames para confirmação ou descarte do novo coronavírus. Duas dessas continuam no hospital municipal e 1.255 estão em isolamento domiciliar. Desde o início da pandemia, o município descartou 1.403 notificações da Covid-19.

Após uma semana de alta, o estado de São Paulo voltou a apresentar, na semana passada, queda no número de óbitos e de novos casos por coronavírus, mantendo queda no número de novas internações, o que vem ocorrendo já há 10 semanas.

Na semana passada – 39ª Semana Epidemiológica – que compreende o período entre os dias 20 e 26 de setembro, o estado registrou 1.136 mortes provocadas pelo novo coronavírus, o que dá uma média móvel de 162 mortes por dia, próximo ao que o estado registrava em meados de maio. A média móvel é calculada somando-se o total de casos registrado na semana e dividindo-o pelo número de dias.

Na semana anterior – 38ª Semana Epidemiológica – entre os dias 13 e 19 de setembro, o estado havia registrado 1.360 mortes, média móvel de 194 óbitos por dia, o que interrompeu cinco semanas consecutivas de queda no indicador.

Apesar disso, o estado vem apresentando média móvel abaixo de 200 mortes por dia nas últimas quatro semanas. A maior média móvel ocorreu na 29ª Semana Epidemiológica, entre os dias 12 e 18 de julho, quando o estado somou 278 mortes por dia.

Quanto aos casos, o estado registrou, na semana passada – 39ª Semana Epidemiológica – o total de 39.215 novos casos, média móvel diária de 5.602 casos por dia, próximo a números que vinha registrando no início de junho.

Na 38ª Semana Epidemiológica, o estado contabilizou  40.983 novos casos, média móvel de 5.855 casos por dia. A maior média de casos registrada no estado ocorreu na 33ª Semana Epidemiológica, entre os dias 9 e 15 de agosto, quando o estado somou 10.828 casos por dia, praticamente o dobro do que foi registrado na semana passada.

 Já em relação às internações, o estado mantém, há 10 semanas consecutivas, queda na média móvel de novas internações. Na semana passada, a queda foi de 11% em relação à semana anterior, com média móvel de 1.125 internações por dia. Segundo o governador de São Paulo, João Doria, esse é um indicador importante porque demonstra a tendência da pandemia.

“Isso é sinal de que a doença está regredindo, de maneira sólida, no estado de São Paulo”, falou ele, em entrevista coletiva concedida hoje (28), no Palácio dos Bandeirantes.

Clique aqui para ver mais noticias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.