Ir para conteúdo

[Rede Asta]
Projeto com costureiras recebe verba da Petrobras para produzir máscaras

Duzentas costureiras em regiões no entorno de unidades da estatal, como Paulínia, receberão R$ 900 cada, por cinco meses, para produzir proteção facial

25 set 2020 -17h30
Quinhentas mil máscaras de tecido serão doadas às comunidades para proteção ao novo coronavírus (Foto: Divulgação)

APetrobras fez uma doação de R$ 2 milhões para a iniciativa “Máscara + Renda”, idealizada pela Rede Asta. O investimento possibilitará a seleção de cerca de 200 costureiras em regiões no entorno de unidades operacionais da Petrobras, como Paulínia, para confecção de mais de 500 mil máscaras de tecido, que serão doadas às comunidades visando a proteção ao novo coronavírus.

De acordo com a Petrobras, em Paulínia, duas costureiras que já fazem parte do projeto “Máscara + Renda” foram selecionadas. Durante cinco meses, cada uma das 200 costureiras de nove estados receberão valor mensal de cerca de R$ 900. O objetivo é oferecer oportunidade de renda para mulheres em situação de vulnerabilidade social, além de promover conscientização e incentivar o uso da proteção.

“A geração de renda para mulheres, que muitas vezes são chefes de família, num momento crítico de pandemia, sem dúvida é uma oportunidade de colaborar de maneira solidária, com eficiência e eficácia. Conhecemos de perto nossas comunidades e sabemos que essa iniciativa vai chegar numa boa hora”, avalia a gerente executiva de Responsabilidade Social da Petrobras, Olinta Cardoso.

Outro destaque, analisou a Petrobras, é o fato de que as mulheres participantes da iniciativa irão produzir e gerar a própria renda sem precisar sair de casa, mantendo o isolamento social e preservando a sua saúde e de seus familiares, além de poder conciliar o trabalho com os cuidados com a casa e com os filhos.

Todo o material para confecção das máscaras é custeado pelo projeto. Nesse período, as costureiras terão aulas sobre empreendedorismo, para aprender, por exemplo, a identificar custos, determinar preço e como promover a divulgação de um produto. Ao todo, 500 mil máscaras serão produzidas e depois distribuídas em comunidades de 14 municípios de nove estados diferentes do País.

“A Rede Asta nasceu para fazer com que mulheres artesãs e costureiras pudessem viver dos seus negócios, fazendo o que amam. O Máscara + Renda trouxe oportunidade real de renda num momento em que a maioria das mulheres perderam as suas. Uma grande oportunidade em escala de gerar impacto duplo: de renda para mulheres e de proteção para quem mais precisa”, explica Alice Freitas, da Rede Asta.

As artesãs e costureiras que quiserem se inscrever no projeto Máscara + Renda e tiverem a capacidade de produzir máscaras caseiras que protejam o rosto e ajudem a prevenir o contágio da Covid-19, devem entrar no site da Rede Asta e preencher o formulário no Localizador de Máscara (https://www.redeasta.com.br/localizador-mascara), no botão “Cadastro de artesãs”. Mais informações podem ser obtidas no site da Rede Asta (https://www.redeasta.com.br/).

O projeto Máscara + Renda, consiste em mapear as costureiras de todo o Brasil que estejam em situação de vulnerabilidade social e que perderam sua renda mensal durante a pandemia. Oferecendo um novo caminho de geração de renda, onde elas são cadastradas no projeto por articuladoras regionais, recebem um kit de matéria-prima e um pagamento por máscara produzida por dia, garantindo sua renda por três meses.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.