Ir para conteúdo

[Tristeza]
Prefeitura divulga a 76ª morte pelo novo coronavírus em Paulínia

Número de internações em razão da doença no hospital municipal aumentou de 11 para 14; dois pacientes estão na UTI, um a menos nas últimas 24 horas

17 set 2020 – 13h07
Testes rápidos confirmaram infecção pelo novo coronavírus em 2.181 moradores da cidade (Foto: Agência Brasil)

APrefeitura de Paulínia confirmou no início da tarde desta quinta-feira (17) a 76ª morte pelo novo coronavírus. De acordo com o boletim epidemiológico diário do município, a cidade registrou mais sete moradores contaminados pela Covid-19, totalizando 3.320. Os recuperados aumentaram de 3.095 para 3.102 (+7). Já o Ministério da Saúde contabilizou outros 39 contaminados no município (subiu para 4.816) e um óbito (76).

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus da Prefeitura informou que a 76ª morte em decorrência da pandemia do novo coronavírus em Paulínia se trata de um homem de 83 anos, com antecedente de doença neurológica. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 2 de setembro e, na mesma data, foi internado em hospital da rede privada de Campinas.

De acordo com a Prefeitura, foi realizado diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de swab, com resultado negativo. Mas a vítima fatal possuía “diagnóstico de imagem por tomografia compatível com a Covid-19 e, portanto, o caso foi encerrado por critério clínico/imagem”, esclareceu. Evoluiu para óbito no dia 4 de setembro.

As internações em decorrência do novo coronavírus subiram de 11 para 14, nas últimas 24 no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro”. Dois desses pacientes estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 (menos um). A Prefeitura garante que possui 14 vagas de terapia intensiva no hospital municipal – 10 reservadas a pacientes da Covid-19 e quatro para outras complicações (todas essas seguiam ocupadas nesta terça-feira).

O governo de São Paulo iniciou na segunda-feira (14) o pagamento da sexta parcela do programa Merenda em Casa. Mais de 770 mil estudantes recebem novamente o subsídio no valor de R$ 55 reais para a compra de alimentos. O repasse é subsidiado integralmente pelo governo do estado. No total, durante os seis meses em que as atividades presenciais na rede estadual ficaram suspensas, o governo de São Paulo investiu R$ 226 milhões para o pagamento desse benefício.

Assim como nos meses anteriores, o pagamento será feito por meio do aplicativo PicPay, que pode ser usado em qualquer smartphone. Entretanto, os beneficiários que já receberam o subsídio nos meses anteriores e, portanto, fizeram cadastro e validaram a identidade não precisam repetir o trâmite, pois o pagamento será realizado cair automaticamente.

Compra de alimentos
  • Para ter acesso ao benefício não é necessário ter conta bancária ou cartão de crédito. É possível sacar o dinheiro em um caixa eletrônico da rede 24 Horas e transferir o valor para outras contas, sem taxa adicional.
  • Os beneficiários poderão fazer pagamentos por meio do celular em mais de 2,5 milhões de estabelecimentos que aceitam PicPay. As lojas são identificadas por placas com o QR Code do aplicativo ou no próprio sistema de buscas da ferramenta digital.
Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.