Ir para conteúdo

[Pandemia]
Câmara Municipal reabre ao público e a prestação de serviços presenciais

Oitenta e duas cadeiras do auditório – menos de 40% de sua capacidade total – poderão ser ocupadas durante sessões dos vereadores e convenções partidárias

4 set 2020 – 15h20
Cento e cinquenta e seis cadeiras do auditório da Câmara de Vereadores  precisaram ser interditadas (Foto: Divulgação)

ACâmara de Paulínia divulgou nesta sexta-feira (4) ato da Mesa Diretora que libera a entrada gradual de pessoas no Prédio Ulysses Guimarães e a retomada da prestação de serviços de forma presencial no local. A partir da semana que vem, a sede do Legislativo paulinense será palco de diversas convenções partidárias para a escolha de candidatos a prefeito, vice e a vereadores às eleições municipais 2020, que deverão ser realizadas no próximo dia 15 de novembro.

A retomada da prestação de serviços presenciais e a reabertura das dependências da Câmara preveem a adoção de cuidados e restrições sanitárias para diminuir o risco de disseminação da pandemia da Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus. Segundo a Mesa Diretora, a decisão leva em consideração a média da taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivas para Covid-19, número de novas internações e de mortes.

“A prestação dos serviços de forma presencial na Câmara de Paulínia será realizada com quantitativo necessário de recursos humanos que garanta o funcionamento da unidade e o atendimento da demanda decorrente dessa nova etapa de retomada, observados os cuidados para evitar adensamento de pessoas”, destaca o ato. Nos gabinetes dos vereadores será permitida a presença de até 40% dos servidores. Os demais ficarão em teletrabalho.

Conforme o ato, a Câmara de Paulínia deverá realizar:

  • sanitização de todo plenário, recepção e principais entradas do prédio, antes da reabertura gradual à população e da retomada da prestação de serviços de forma presencial;
  • instalação de barreiras de vidro no balcão da recepção;
  • compra de Equipamentos de Proteção Individual (IPIs) para os vigias, controladores de acesso e recepção de acordo com a necessidade e número de servidores que atuarão junto ao público;
  • demarcação das poltronas no Plenário e Plenarinho, ambos obedecendo às normas impostas de 40% da capacidade total (na prática, 82 cadeiras do total de 238 existentes no auditório, ou 34%, por causa do distanciamento exigido, e mais 40 extras próximas ao palco);
  • demarcação do piso de um metro de distanciamento no plenário e na recepção do Prédio da Câmara Municipal de Paulínia;
  • instalação de totens de álcool em gel estrategicamente distribuídos nas dependências da Câmara;
  • distribuição de álcool em gel por todos os gabinetes e setores; e
  • aferição de temperatura corporal nas entradas do prédio dos visitantes, servidores, funcionários e vereadores, enquanto necessário ao combate da doença.

O uso de máscara nas dependências da Câmara Municipal de Paulínia é obrigatório.

A sessão ordinária do próximo dia 15 será aberta ao público, respeitada a capacidade de 40% da capacidade máxima, sem prejuízo da transmissão online e dos cuidados com os parlamentares pertencentes ao grupo de risco. A reunião do último terça-feira, dia 1º de setembro, foi presencial somente para os vereadores.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.