Ir para conteúdo

[Covid-19]
Paulínia registra a 68ª morte provocada pelo novo coronavírus

Boletim da Prefeitura desta quinta-feira confirmou mais nove infectados, totalizando 3.112; Ministério da Saúde contabiliza 4.472 (+35) e 69 óbitos

3 set 2020 – 14h38
Só os testes rápidos confirmaram 2.043 pacientes contaminados pela Covid-19 na cidade (Foto: Divulgação)

APrefeitura confirmou nesta quinta-feira (3) a 68ª morte em decorrência do novo coronavírus em Paulínia. De acordo com o boletim epidemiológico diário, nove moradores foram adicionados ao total de 3.112 casos confirmados da doença na cidade. O Ministério da Saúde contabiliza 4.472 infectados (+35 em relação a sua atualização anterior) e 69 óbitos no município desde o início da pandemia. Os curados passaram de 2.913 para 2.924 (+11).

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus informou que a 68ª morte pelo novo coronavírus se trata de um homem de 81 anos, com antecedentes de doença renal crônica e insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Iniciou os sintomas respiratórios no último dia 23 de agosto e deu entrada no mesmo dia no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”. Foi realizado diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de swab, com resultado positivo. O paciente morreu na última quarta-feira, dia 2.

Até as 9h30 desta quinta-feira, de acordo com a Prefeitura, a ocupação de leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do hospital municipal baixou, após quatro dias seguidos, da máxima de 100% para 90% – no local havia nove pessoas testadas positivas para a doença. No total, a unidade hospitalar do Município abrigava 26 pacientes positivos e suspeitos do novo coronavírus – quatro a menos do registrado há 24 horas. O governo local não revelou se quem deixou a unidade recebeu alta ou foi transferido para outras cidades da região ou Capital.

A Secretaria Municipal de Saúde garante que possui 14 vagas de UTI no hospital de Paulínia – 10 leitos reservados para pacientes da pandemia e quatro para outras complicações (dois desses estão ocupados). No início do mês passado começou a contratação temporária de 85 profissionais de saúde, por meio de seleção emergencial concluída, o que permitirá a ampliação desse serviço. Até a publicação deste texto, a Administração municipal não tinha informado quantos dos convocados já teriam assinado contrato com a Prefeitura.

Os internados em razão da Covid-19 no hospital municipal estavam nesta quinta-feira:

  • nove na UTI – apesar de ter recebido 10 respiradores no último dia 15 de junho do governo do estado, o município não anunciou o aumento de leitos de UTI na rede; já o processo seletivo do final de abril feito pela Prefeitura e que permitiria a contratação de funcionários para ampliação das 14 vagas de terapia intensiva instaladas no hospital municipal foi cancelado pelo governo municipal (um novo processo foi aberto no último dia 7 de julho e o reforço profissional está sendo contratado);
  • quatro na Unidade Respiratória, que possui sete leitos;
  • 12 na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário; e
  • um na Pediatria.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.