Ir para conteúdo

[Brix]
PF faz operação para combate de evasão de divisas com alvo em Paulínia

Empresa com conta bancária na cidade teria movimentado valores incompatíveis com sua capacidade financeira: R$ 15 milhões no período investigado

26 ago 2020 – 11h43
Investigação envolve empresa registrada como produtora de aguardente, com sede fiscal em Pernambuco (Foto: Divulgação)

APolícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (26), a Operação Brix Zero, destinada a aprofundar investigações sobre grupo criminoso suspeito da prática dos crimes de evasão de divisas. Dois mandados de busca e apreensão são cumpridos em Paulínia.

Quatro mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Primeira Vara Federal em Campinas: dois deles para serem cumpridos em Paulínia e dois na cidade de São Paulo. O objetivo das buscas é identificar pessoas físicas e jurídicas envolvidas, a natureza das offshores e origem do dinheiro.

As investigações se iniciaram com a constatação de que empresa registrada como produtora de aguardente, com sede fiscal em Caruaru (PE), teria aberto conta bancária em Paulínia, na qual movimentou valores incompatíveis com sua capacidade financeira e com grande incidência de transações em espécie, chegando próximo a R$ 15 milhões no período investigado.

Parte considerável da quantia que passou pelas contas da empresa foi objeto de contratos de câmbio e remessas a empresas offshores sediadas em Hong Kong e China, sob a alegação de importação de máquinas e equipamentos. Todavia, informações obtidas no inquérito policial apontam que tais importações nunca ocorreram e que a empresa nunca registrou qualquer empregado.

A Polícia Federal informou que o nome da operação vem da inexistência de atividade fabril da empresa investigada e está relacionado à escala que mede o açúcar na cana, que varia entre 18 a 24.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.