Ir para conteúdo

[Tecnologia]
Parceria entre governo de SP e startup oferece 25 mil bolsas de estudo

Ação conjunta visa democratizar a educação profissional para os novos talentos que estão se preparando para entrar no mercado de trabalho

25 ago 2020 – 19h57
A Digital Innovation One é o maior ecossistema open education da América Latina (Foto: Divulgação)

Uma parceria firmada entre a Digital Innovation One – uma das maiores ecossistema open education da América Latina –, e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo abriu 25 mil bolsas de estudo gratuitas para um programa de treinamento (bootcamp) destinado à área de programação de games. A iniciativa tem o objetivo de qualificar novos talentos para o mercado de trabalho, que hoje estudam na rede estadual de ensino. As inscrições podem ser feitas no https://digitalinnovation.one/bootcamps/javascript-game-developerlink.

As vagas foram abertas por meio do programa Novotec, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e o Centro Paula Souza, que oferece capacitação gratuita aos estudantes do Ensino Médio das escolas estaduais paulistas. As aulas também estão disponíveis aos ex-alunos com até dois anos de formação. A ideia é proporcionar a primeira experiência do jovem com o mercado de trabalho e orientá-lo sobre técnicas e projeções de carreiras por meio de mentores profissionais.

“Essa é mais uma parceria do programa Novotec para oferecer alternativas de qualificação profissional aos estudantes do Ensino Médio em um contexto tão adverso quanto o que vivemos hoje”, disse o coordenador de Ensino Técnico, Tecnológico e Profissionalizante, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Daniel Barros. “A Digital Innovation One tem sido parceira de primeira hora nessas iniciativas, com conteúdos instigantes e relevantes para o mercado de trabalho, seja para o público de jovens ou de adultos.”

Ao longo das 100 horas de duração do bootcamp, os alunos serão capacitados através de projetos práticos de mercado e desafios de código, para poderem atuar como desenvolvedores de software front-end. Ou seja, terão conhecimentos para serem criadores de sites e páginas on-line que utilizam tecnologias bases da web, como código HTML, CSS e JavaScript.

Ao final desse programa de treinamento, todos os participantes que concluírem as aulas receberão um certificado. Os alunos que mais se destacarem ficarão disponíveis na plataforma para potenciais convites de entrevistas de emprego disponibilizadas pelas empresas parceiras da startup. Entre elas estão o Grupo Carrefour (rede varejista e banco do grupo), GFT, Impulso, ART IT e ZarpSystem, e também empresas integrantes do ecossistema Meu Futuro Digital, que também apoia a iniciativa.

A qualificação profissional é uma das principais ferramentas para diminuir a taxa de desemprego entre os jovens brasileiros. Pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada no primeiro semestre deste ano, aponta que a taxa de desocupação da população de 18 a 24 anos foi de 23,8% no 4º trimestre de 2019. Ou seja, são mais de 3 milhões de jovens sem emprego.

Impactos

Para o presidente do Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo (Seprosp), Luigi Nese, apoiar as 25 mil bolsas de estudo também é uma forma colaborativa de trazer impactos positivos às empresas do ramo que procuram mão de obra qualificada. “A educação e formação de profissionais são algumas das nossas prioridades para fortalecer as empresas do setor de tecnologia da informação, fato que contribui diretamente para a competitividade e desenvolvimento socioeconômico. A nossa parceria com a Digital Innovation One e o Novotec impulsiona o nosso compromisso com as empresas de tecnologia”, destacou.

O programa ajudará não apenas as empresas a encontrarem profissionais capacitados, como também pode alavancar a inserção de jovens no mercado de trabalho trazendo reflexos positivos para o desenvolvimento socioeconômico e a distribuição de renda no estado.

Oportunidade

Começar a trabalhar neste momento pode ser fundamental para muitos estudantes que precisam contribuir com as despesas de casa, na avaliação do diretor da Digital Innovation One, Iglá Generoso. São inúmeras as famílias que devido a pandemia no novo coronavírus tiveram de encontrar soluções para complementar a renda. “Vendi meu primeiro software aos 14 anos de idade. Aprendi que poderia ter uma renda para ajudar a minha família se eu fosse um bom programador, então comprei um livro e aprendi sozinho a programar na locadora de vídeo onde trabalhava”, disse Iglá.

A Digital Innovation One foi fundada em 2018. É a primeira plataforma open education brasileira que tem como objetivo democratizar o conhecimento em desenvolvimento de software e tecnologias exponenciais para acelerar a formação de mais de 5 milhões de talentos digitais, conectando-os com grandes oportunidades que potencializam o desenvolvimento socioeconômico regional. Atualmente, o ecossistema da startup conta com mais de 220 mil devs, 160 instituições de ensino, 30 embaixadores, 450 mentores e mil empresas conectadas por meio dos programas educacionais.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.