Ir para conteúdo

[Pandemia]
Número de mortes pelo novo coronavírus aumenta para 63 em Paulínia

Boletim epidemiológico da Prefeitura desta sexta-feira trouxe mais 35 infectados pela doença; Ministério da Saúde contabiliza 4.079 (+43) e 64 mortes (+2)

21 ago 2020 – 14h42
Cerca de 2,5 mil contaminados se recuperam por meio de isolamento domiciliar (Foto: Agência Brasil)

APrefeitura de Paulínia confirmou nesta sexta-feira (21) mais uma morte pela Covid-19, subindo para 63 o número de óbitos em decorrência da doença na cidade desde o início da pandemia. Os contaminados pelas contas do governo municipal chegaram a 2.807. O Ministério da Saúde contabiliza 4.079 infectados na cidade (+43 em relação a sua última atualização) e 64 falecimentos (+2). Os recuperados do novo coronavírus são 2.605 (+46).

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus informou que a 63ª morte pela Covi-19 em Paulínia se trata de um homem 71 anos, com antecedente de neoplasia de laringe. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 23 de julho passado, sendo internado três dias depois em hospital privado de Campinas. Foi realizado diagnóstico laboratorial para o novo coronavírus pelo exame de swab, com resultado positivo. Morreu na última quarta-feira, dia 19.

Paulínia e os outros 41 municípios que compõem o Departamento Regional de Saúde VII (DRS VII) Campinas vão ficar mais duas semanas na fase 3 – amarela do Plano São Paulo de retomada gradual e regionalizada da economia do estado. Nesta etapa, comércios e serviços não essenciais, como bares, restaurantes, academias, barbearias, salões de beleza, podem funcionar com capacidade e horários reduzidos. O anúncio foi feito pelo governo do estado nesta sexta-feira.

O total de pessoas internadas em decorrência da Covid-19 voltou a crescer também no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” de quinta para esta sexta-feira: de 25 para 26 – sete (+1) estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A Prefeitura garante que possui 14 vagas de UTI – 10 leitos reservados para o pacientes do novo coronavírus e quatro para outras complicações. Neste mês começou a contratação temporária de 85 profissionais de saúde, por meio de seleção emergencial concluída, o que permitirá a ampliação desse serviço.

Os internados em razão da Covid-19 no hospital municipal estavam nesta sexta-feira:

  • Sete na UTI – apesar de ter recebido 10 respiradores no último dia 15 de junho do governo do estado, o município não anunciou o aumento de leitos de UTI na rede; já o processo seletivo do final de abril feito pela Prefeitura e que permitiria a contratação de funcionários para ampliação das 14 vagas de terapia intensiva instaladas no hospital municipal foi cancelado pelo governo municipal (um novo processo foi aberto no último dia 7 de julho e o reforço profissional está sendo contratado);
  • seis na Unidade Respiratória, que possui sete leitos;
  • 12 na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário; e
  • um na Pediatria.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.