Ir para conteúdo

[Pandemia]
Mulher de 43 anos morre de Covid-19; é a 46ª vítima fatal de Paulínia

Boletim epidemiológico da Prefeitura deste sábado trouxe mais 58 infectados pela Covid-19; recuperados da doença chegam a quase 2 mil

8 ago 2020 – 12h39
Oito estão internados em razão da Covid-19 na UTI do hospital municipal de Paulínia (Foto: Divulgação)

Uma mulher de 43 anos é a 46ª vítima fatal da Covid-19 em Paulínia, de acordo com o boletim epidemiológico diário da Prefeitura deste sábado (8). Outros 58 casos positivos foram adicionados às estatísticas municipais, totalizando 2.364. O Ministério da Saúde aponta 3.380 contaminados na cidade (+145) e 47 óbitos (+1). O total de recuperados da doença está perto de 2 mil – passou de 1.781 para 1.993.

A mulher de 43 anos morta em decorrência da Covid-19 tinha hipertensão arterial e obesidade, segundo informações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus. Iniciou os sintomas respiratórios no dia 1° de julho e deu entrada no dia 13 de julho no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” e no mesmo dia foi transferida para o Hospital Emílio Ribas, na cidade de São Paulo.

Conforme a Prefeitura, o diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de swab deu negativo, porém a mulher de 43 anos apresentou exames de imagem e clínica compatíveis com a Covid-19, além de familiar com a doença. “A Administração municipal se solidariza com os familiares e amigos”, informou. “É essencial que todos sigam as orientações do comitê o isolamento domiciliar, saindo somente para necessidades extremas, nunca deixando de usar máscara e higienizando as mãos sempre que possível.”

Até as 9h30 deste sábado, o hospital municipal tinha dois internados de Covid-19 a menos que sexta-feira – baixou de 28 para 26 (a Prefeitura não informou se receberam alta ou foram transferidos). Oito seguiam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo servidores da linha de frente do combate à pandemia, há 14 vagas instaladas de terapia intensiva no local e oito que podem receber doentes de quaisquer complicações devido ao número reduzido de funcionários. A Prefeitura garante que são 10 e deu início neste mês à contratação temporária de 85 profissionais de saúde, por meio de processo seletivo emergencial concluído, o que permitirá a ampliação desse atendimento na rede municipal da cidade.

Os internados em razão do novo coronavírus no hospital municipal estavam neste sábado:

  • oito na UTI – apesar de ter recebido 10 respiradores no último dia 15 de junho do governo do estado, o município não anunciou o aumento de leitos de UTI na rede; já o processo seletivo do final de abril feito pela Prefeitura e que permitiria a contratação de funcionários para o uso imediato dos 14 leitos de UTI instalados no hospital municipal foi cancelado pelo governo municipal (um novo processo foi aberto no último dia 7 de julho e o reforço profissional está em fase de contratação);
  • dois na Unidade Respiratória, que possui sete leitos;
  • 12 na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário;
  • um na Pediatria;
  • dois na Clínica Cirúrgica; e
  • um na Clínica Médica.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.