Ir para conteúdo

[Paulínia]
Hospital municipal tem 38 internados pela Covid-19; nove estão na UTI

Prefeitura adicionou 17 moradores infectados às suas estatísticas, somando 1.630 contaminados; Ministério da Saúde contabiliza 1.969 na cidade

21 jul 2020 – 13h34
Exames para detecção da Covid-19 já descartaram 894 casos suspeitos em Paulínia (Foto: Divulgação)

Paulínia registrou nesta terça-feira (21) o maior número de internados em razão da Covid-19 no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro”, desde o início da pandemia do novo coronavírus. Até as 9h30, eram 38, cinco a mais em relação à atualização de segunda-feira – nove deles estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O total de casos confirmados da doença chegou a 1.630 (+17), segundo a Prefeitura. Entretanto, o Ministério da Saúde já contabiliza a existência de 1.969 moradores infectados no município.

Em 24 horas, o total de internados pela Covid-19 subiu de 33 para 38 no hospital municipal. A UTI baixou de 10 para nove os leitos ocupados. Conforme servidores do combate à pandemia, são 14 vagas instaladas e oito que podem receber doentes de quaisquer complicações devido ao número reduzido de funcionários. A Prefeitura diz que são 10, mesmo sem informar contratação de profissionais da saúde o que permitiria ampliar esse serviço.

O governo municipal não esclareceu se o paciente que deixou a UTI foi para outro setor do hospital da cidade ou transferido para uma unidade hospitalar da região ou para a Capital paulista. Os internados em Paulínia estavam nesta terça-feira:

  • nove na UTI – apesar de ter recebido 10 respiradores no último dia 15 de junho do governo do estado, o município não anunciou o aumento de leitos de UTI na rede; já o processo seletivo do final de abril feito pela Prefeitura e que permitiria a contratação de funcionários para o uso imediato dos 14 leitos de UTI instalados no hospital municipal foi cancelado pelo governo municipal (um novo processo foi aberto no último dia 7);
  • 11 na Unidade Respiratória, que possui sete leitos;
  • 12 na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário;
  • quatro na Pediatria;
  • um na Ginecologia; e
  • um na Clinica Cirúrgica.

Além dos 1.630 casos conformados da Covid-19, o boletim epidemiológico da Prefeitura trouxe nesta terça-feira 891 pacientes recuperados (+12). Excluídos os curados e os 22 óbitos pela doença do total de contaminados, há 717 moradores com a doença ativa na cidade. Equipes da Secretaria Municipal de Saúde também acompanham outras 750 pessoas que aguardam resultados de exames para detecção do novo coronavírus.

Nesta terça-feira, a Prefeitura disponibilizou seu “Plano de Contingência para Covid-19 na Atenção Primária à Saúde”, com todos os protocolos e fluxos que estão sendo realizadas pelos profissionais da pasta neste departamento do sistema único de saúde. O material pode ser acessado aqui. A cidade confirmou o primeiro caso da doença no último dia 19 de março.

Todos os resultados de testes de diagnóstico para detecção do novo coronavírus feitos em laboratórios das redes pública e privada terão agora de ser notificados ao Ministério da Saúde no prazo de 24 horas. A obrigação está prevista em portaria publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira.

A portaria 1.792 altera uma outra portaria, publicada em março deste ano (a de número 356). Ela é válida tanto para resultados positivos como negativos, inconclusivos e correlatos “qualquer que seja a metodologia utilizada”. Ainda segundo a portaria, a notificação deverá ser feita no prazo de 24 horas, contado a partir do resultado do teste, “mediante registro e transmissão de informações na Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS)”.

Caberá aos gestores e responsáveis pelos respectivos laboratórios fazer a notificação. A fiscalização ficará sob a responsabilidade do gestor de saúde local. O não cumprimento das determinações pode configurar infração sanitária, além de acarretar na aplicação de penalidades como advertência, multa ou interdição do estabelecimento.

Foi dado aos laboratórios prazo de 15 dias, contados a partir da publicação da portaria, para fazerem as adequações necessárias relativas ao uso da rede RNDS. A solicitação de uso dessa rede pode ser feita por meio do endereço eletrônico. A documentação técnica e de suporte para eventuais dúvidas sobre o uso da rede está disponibilizada no endereço eletrônico.

Gripe

A campanha nacional de vacinação contra a gripe segue nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com exceção da do João Aranha, em Paulínia. Até o último dia 9, de acordo com a Prefeitura, 32.915 pessoas tomaram a dose. Nesta última etapa, o medicamento foi liberado pelo governo do estado para toda a população que desejar se imunizar.

A Prefeitura informou que a vacinação contra a gripe seguirá em Paulínia até sexta-feira (24) ou enquanto durar o estoque. A vacina contra influenza não protege contra o novo coronavírus, porém, neste momento de pandemia, auxilia os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a Covid-19. Mais informações podem ser obtidas por meio dos telefones 156 ou (19) 3874-5652, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.