Ir para conteúdo

[Disseminação]
Paulínia confirma 16ª morte, 1.503 infectados e 34 internados pela Covid-19

Paciente de 74 anos morreu terça-feira em hospital da rede privada de Campinas; boletim da Prefeitura trouxe mais 34 moradores contaminados

15 jul 2020 – 13h51
Trabalhadores de saúde durante o expediente em hospital do estado de São Paulo (Foto: Divulgação)

APrefeitura de Paulínia confirmou nesta quarta-feira (15) a 16ª morte pela Covid-19 , 1.503 moradores infectados (+34 nas últimas 24 horas) e 34 pacientes internados em decorrência do novo coronavírus no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” (+2) – nove na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Um mês depois de o governo do estado de São Paulo entregar 10 respiradores para o município, nenhuma outra vaga de UTI foi anunciada na rede pública local.

O 16º óbito pela Covid-19 em Paulínia se trata de um homem de 74 anos, que não tinha doenças preexistentes. Ele foi internado no hospital municipal de Paulínia no dia 2 e transferido para uma unidade hospitalar da rede privada de Campinas no último dia 6, onde permaneceu até terça-feira (14), quando morreu. A vítima havia coletado exame swab (secreção nasal e bucal) no hospital municipal e o resultado deu positivo para Covid-19. A Prefeitura não informou se familiares testaram positivo para a doença.

O boletim epidemiológico diário da Prefeitura trouxe o total de 1.469 moradores infectados até as 9h30 desta quarta-feira. Mas já está 258 pacientes atrás do contabilizado na cidade tanto pelo Ministério da Saúde como pela Secretaria de Estado da Saúde: 1.761 até a tarde de terça-feira. O atraso ocorreria pela demora de a Prefeitura ser notificada pelo estado de casos de moradores da cidade atendidos em outros municípios. Os curados chegaram a 821 (+28).

O número de internados em razão da Covid-19 aumentou de 32 para 34 de terça para esta quarta-feira no hospital municipal de Paulínia. A ocupação de leitos de UTI subiu de oito para nove. Segundo servidores do combate à pandemia são 14 instalados, mas oito que podem receber doentes de quaisquer complicações devido ao número reduzido de funcionários. A Prefeitura garante que são 10, mesmo sem informar a contratação de profissionais da saúde o que permitiria a ampliação desse atendimento.

A Prefeitura ainda não se manifestou sobre o aumento da demanda de atendimentos no hospital pela Covid-19 nem informou quantos pacientes transferiu para unidades da região ou para o hospital de campanha do Ibirapuera, na cidade de São Paulo, nos últimos dias. Os internados em Paulínia estavam nesta quarta-feira:

  • nove na UTI – apesar de ter recebido 10 respiradores há um mês (no último dia 15 de junho) do governo do estado, o município não anunciou o aumento de leitos de UTI na rede; já o processo seletivo do final de abril feito pela Prefeitura e que permitiria a contratação de funcionários para o uso imediato dos 14 leitos de UTI instalados no hospital municipal foi cancelado pelo governo municipal (um novo processo foi aberto no último dia 7);
  • 13 na Unidade Respiratória, que possui sete leitos; e
  • 12 na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário.

O governo de São Paulo informou que a Secretaria de Estado da Saúde tem se dedicado à ampliação da rede pública de saúde e enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. “Nesse sentido, 2,5 mil respiradores (até a semana passada) foram distribuídos para ativação de novos leitos de UTI em hospitais municipais, estaduais e filantrópicos, incluindo 10 destinados à cidade de Paulínia no dia 15 de junho”.

Destacou que o Departamento Regional de Saúde VII (DRS) de Campinas, que está na fase vermelha do Plano São Paulo de retomada gradual e regional da economia e da qual Paulínia faz parte, inclusive oficiou, no dia 25 de junho, a Secretaria Municipal de Saúde de Paulínia, “reiterando a necessidade de imediata ampliação da capacidade de atendimento hospitalar com a ativação dos leitos com a utilização dos respiradores enviados. O DRS aguarda o posicionamento da Prefeitura.”

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.