Ir para conteúdo

[Paulínia]
Casos da Covid-19 sobem de 143 para 730 em junho; mortes saltam de 1 para 12

Boletim da Prefeitura desta terça-feira confirmou mais 61 moradores infectados pelo novo coronavírus; número de curados cresceu de 88 para 435 no mês

30 jun 2020 – 13h30
Centenas de pessoas ainda aguardam resultados de exames enviados à Capital (Foto: Agência Brasil)

Ototal de moradores de Paulínia infectados com a Covid-19 subiu de 143 para 730 apenas neste mês – alta de 410% entre os dias 1º e 30 de junho. O número de mortes saltou de 1 para 12 no mesmo período e de curados aumentou de 88 para 435 – crescimento de 394% em 30 dias. Nesta terça-feira (30), a Prefeitura adicionou 61 contaminados e 59 recuperados ao seu boletim epidemiológico diário. O Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde já contabilizam 877 paulinenses testados positivos para a Covid-19 (+3 em relação à ultima atualização desses dois órgãos públicos).

O avanço da Covid-19 no mês de junho na cidade refletiu no aumento do número de internações em decorrência da doença no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”. No dia 1º, seis pacientes positivos e suspeitos do novo coronavírus estavam  em leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e da Enfermaria Respiratória. Até as 9h30 desta terça-feira, eram 20 na UTI, Enfermaria Respiratória, Unidade Respiratória e Pediatria.

Entretanto, de segunda para esta terça-feira, dois leitos que eram ocupados por pacientes Covid-19 foram liberados no hospital municipal. A Prefeitura não esclareceu se esses casos receberam alta hospitalar ou foram transferidos para cidades da região. A taxa de ocupação de leitos de UTI caiu de 87% (7) para 76% (6) – são 14 instalados, mas oito que podem receber doentes de quaisquer complicações devido ao número reduzido de funcionários, conforme servidores que atuam na linha de frente ao combate à pandemia e conselheiros da saúde.

Os pacientes positivos e negativos para o novo coronavírus do hospital municipal estavam:

  • seis na UTI – 76% – apesar de ter recebido 10 respiradores no último dia 15 do governo do estado, o município não anunciou o aumento de leitos de UTI na rede; já o processo seletivo do final de abril feito pela Prefeitura e que permitiria a contratação de funcionários para o uso imediato dos 14 leitos de UTI instalados no hospital municipal foi cancelado pelo governo municipal;
  • três na Unidade Respiratória, que possui sete leitos;
  • 10 na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário; e
  • um na Pediatria.

Em um mês, o total de pessoas com a doença ativa (resultado da subtração de curados e mortos do total de infectados) cresceu 424% em Paulínia. No dia 1º passado, eram 54. Até as 9h30 desta terça-feira, são 283, de acordo com o boletim epidemiológico diário da Prefeitura. Desses, seis estão internados no hospital municipal e 277 cumprem isolamento domiciliar sob o acompanhamento de equipes da Secretaria Municipal de Saúde.

Até a tarde de segunda-feira (29), conforme dados oficiais da Secretaria de Estado da Saúde, o Departamento Regional de Saúde VII – Campinas (que inclui Paulínia e outras 41 cidades) contabilizava 20.058 casos confirmados do novo coronavírus (+287 em relação a domingo), 818 óbitos (+12) e taxa de ocupação de leitos de UTI de 78,5%. A DRS-VII está na segunda fase – laranja do Plano SP de reabertura gradual e regionalizada da economia no estado (podem abrir comércios e serviços não essenciais, como lojas de ruas, shopping e escritórios em geral).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.