Ir para conteúdo

[Contágio]
Paulínia tem a 10ª morte pela Covid-19 e 100% dos leitos de UTI ocupados

De acordo com o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, mulher de 66 anos morreu em hospital particular de Campinas

25 jun 2020 – 13h40
Variação semanal no número de óbitos em Paulínia é de 100%, confirme o estado (Foto: Divulgação)

Paulínia registrou nesta quinta-feira (25) a décima morte pela Covid-19 desde o início da pandemia. O boletim epidemiológico diário do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus também confirmou mais 52 moradores contaminados, totalizando 565, e 311 curados da doença (+41 em 24 horas). A ocupação dos leitos que podem receber pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” também atingiu 100%, até as 9h30 desta manhã.

De acordo com a Prefeitura de Paulínia, a 10ª vítima fatal da Covid-19 em Paulínia é uma mulher de 66 anos, que tinha doença cardiovascular e obesidade. Deu entrada no Hospital e Maternidade “Madre Theodora”, da rede privada de Campinas, no dia 21 de maio, onde realizou exame swab (de secreção nasal e bucal) para Covid-19, que apontou negativo. No dia 4, realizou novo exame, testou positiva e evoluiu para óbito no último domingo (21).

A Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que os familiares da mulher que morreu não têm sintomas da Covid-19. A Administração municipal se solidarizou com parentes e amigos e informou que é essencial que todos sigam as orientações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus. Também reforçou “a necessidade do isolamento domiciliar, saindo somente para necessidades extremas, nunca deixando de usar máscara e higienizando as mãos sempre que possível”, em nota da Prefeitura.

Além da morte e dos casos positivos passarem de 513 para 565 (+52) nas últimas 24 horas, as internações em decorrência da Covid-19 subiu de 27 para 28 e atingiu 100% da ocupação de leitos de UTI que podem ser usados na rede municipal de Paulínia. Conforme servidores públicos da linha de frente do combate à pandemia e conselheiros municipais de saúde, oito dos atuais 14 leitos de terapia intensiva existentes no município podem receber pacientes, de quaisquer doenças, em função do número reduzido de funcionários no hospital municipal.

Nesta quinta-feira, os casos positivos e negativos da Covid-19 no hospital municipal estavam:

  • oito na UTI – 100% – apesar de ter recebido 10 respiradores no último dia 15 do governo do estado, o município não anunciou o aumento de leitos de UTI na rede; já o processo seletivo do final de abril feito pela Prefeitura e que permitiria a contratação de funcionários para o uso imediato dos 14 leitos de UTI instalados no hospital municipal, ainda não teve o resultado divulgado pelo governo municipal;
  • cinco na Unidade Respiratória, que possui sete leitos;
  • 12 na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário;
  • dois na Clínica Médica; e
  • um na Pediatria.

A Prefeitura de Paulínia não informou se todos os pacientes Covid-19 internados no hospital municipal são de Paulínia nem para onde irá transferir aqueles que precisarem de terapia intensiva enquanto durar a ocupação de 100% dos leitos que podem funcionar na UTI do hospital municipal. O município já enviou doentes para a rede pública de Campinas e para o hospital de campanha que foi montado no estádio do Pacaembu, na cidade de São Paulo.

Números oficiais da Covid-19 no Brasil e no estado estão à frente do boletim epidemiológico diário da Prefeitura. Segundo o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde, até quarta (24), Paulínia tinha 670 contaminados – ou 105 a mais que o divulgado nesta quinta pelo governo municipal. A diferença se daria pela demora do estado de notificar a Prefeitura dos casos da cidade atendidos em outros municípios. Pelos dados dos governos federal e estadual, a variação semanal em Paulínia dos infectados é de 194,5% e de óbitos 100%.

No Departamento Regional de Saúde VII – Campinas, região da qual Paulínia faz parte com outras 41 cidades, o total de casos confirmados da Covid-19 até a tarde de quarta-feira era 16.374 (+1.112 em relação à terça) e óbitos, 719 (+33). A variação semanal de infectados chegou a 101,2%, e de mortes atingiu 18,8%. A ocupação de leitos de UTI estava em 75,2%. A DRS-VII está na segunda fase – laranja do Plano SP de reabertura gradual e regionalizada da economia no estado, que permite funcionamento de comércios e serviços não essenciais, como lojas de ruas, shopping e escritórios.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.