Ir para conteúdo

[Evolução]
Paulínia tem a sexta morte e passa de 400 contaminados pela Covid-19

Números são do Ministério da Saúde e confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde; boletim epidemiológico da Prefeitura traz 355 casos confirmados

17 jun 2020 – 15h40
Estado vem ampliando a capacidade de exames para diagnóstico do novo coronavírus (Foto: Agência Brasil)

Paulínia já registrou seis mortes em decorrência da Covid-19 e passou de 400 moradores contaminados desde o início da pandemia, segundo números do Ministério da Saúde, confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde. O boletim diário desta quarta-feira (17) da Prefeitura confirmou o sexto óbito na cidade, mas trouxe o total de 355 pessoas infectadas. Número de internações chegaram a 27 no hospital municipal.

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus informou que a sexta morte da Covid-19 em Paulínia se trata de uma mulher de 61 anos, portadora de diabetes, doenças crônicas cardiovascular e renal. A paciente foi internada no Hospital Celso Pierro, da PUC-Campinas, no último dia 4, e faleceu no domingo passado, dia 14.

De acordo com a Prefeitura de Paulínia, os familiares da mulher que morreu irão passar por teste rápido para detecção do novo coronavírus em uma das 10 Unidades Básica de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde. “A Administração municipal se solidariza com os familiares e amigos”, informou a nota do governo.

A Prefeitura voltou a destacar que é essencial que todos sigam as orientações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus e reforçou “a necessidade do isolamento domiciliar, saindo somente para necessidades extremas, nunca deixando de usar máscara e higienizando as mãos sempre que possível”.

A diferença nos números dos boletins estadual e municipal, segundo o governo municipal, pode ocorrer pela demora de ser notificado pelo estado de caso de morador da cidade atendido em outro município e por eventual duplicidade de notificação de caso atendido em outra cidade e também na rede municipal de Paulínia.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que toda notificação, feita pelos próprios municípios levando em conta o endereço residencial dos pacientes, passa por investigação das equipes técnicas e eventuais atualizações ocorrem por meio das divulgações oficiais da Secretaria de Estado da Saúde.

Conforme o boletim da Prefeitura, as internações em razão da Covid-19 voltaram a subir nas últimas 24 horas no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro”: de 25 para 28. Embora tenha recebido na segunda-feira (15) mais 10 respiradores do governo estadual, ainda não houve o anúncio da ampliação de leitos.

Dos 27 pacientes suspeitos e positivos para Covid-19 no hospital municipal:

  • sete estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – o hospital tem 14 leitos de UTI, segundo o governo municipal: 10 reservados a pacientes da Covid-19 e quatro para outras complicações (a Prefeitura não revelou quantos desses estão livres);
  • quatro seguem na Unidade Respiratória, que possui sete leitos;
  • 12 são atendidos na Enfermaria Respiratória, que conta com oito leitos, mas que, segundo a Prefeitura, podem ser ampliados sempre que necessário; e
  • quatro na Pediatria.

O número de curados da Covid-19 em Paulínia também cresceu nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim da Prefeitura: de 140 para 171 (+31). A cidade não tem mais óbito em investigação. Os casos suspeitos aumentaram de 435 para 457 (+22) e os descartados, de 395 para 438 (+43). O total de resultados de testes rápidos aplicados na rede municipal de saúde que aparece nas estatísticas municipais é 382: 199 positivos e 183 negativos.

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) registrou mais 26 mortes pela Covid-19 e outros 594 casos confirmados nas últimas 24 horas. Até as 11h desta quarta-feira, as 20 cidades do bloco regional somavam 332 óbitos pela doença e 7.736 moradores testados positivos para o novo coronavírus. Os curados totalizam 5.573. O número de pessoas com a doença ativa era de 1.831.

Campinas sozinha registrou 404 dos 594 casos novos da Covid-19 na RMC, das 11h de terça-feira para esta quarta. A cidade mais populosa da região metropolitana, com cerca de 1,2 milhão de habitantes, passou com folga dos 4 mil infectados e também confirmou 15 dos 26 óbitos anunciados nas últimas 24 horas (já tem 164), o maior número verificado no município em um só dia.

“Estamos vivendo um momento difícil, com aumento na utilização dos leitos e de toda a estrutura de saúde. Mais do que nunca é muito importante que a população mantenha seu isolamento social e, se possível, saia somente quando for necessário, já que a quarentena não acabou e estamos vivendo um momento de grande apreensão e necessidade dos serviços de saúde”, disse o secretário de Saúde, Carmino de Souza.

Pelo segundo dia consecutivo, o estado de São Paulo bateu mais um recorde de óbitos pela Covid-19 em 24 horas. Com mais 389 óbitos, o estado registrou nesta quarta-feira mais mortes do que terça-feira, quando os óbitos foram 365. Com isso, o estado soma agora 11.521 óbitos desde o início da pandemia da Covid-19.

Nas últimas 24 horas, o estado contabilizou mais 1.232 casos confirmados do novo coronavírus, bem abaixo do que vinha registrando diariamente. Segundo o governo paulista, isso ocorreu por problemas no sistema de contabilização, o que deve ser normalizado até quinta-feira (18). Com isso, o total de casos confirmados está em 191.517. Segundo o governo, o problema no sistema não afetou a contagem de óbitos.

A taxa de ocupação de leitos nas unidades de terapia intensiva (UTI) para tratamento do novo coronavírus no estado está em 70,6%. Na Grande São Paulo, a ocupação chega a 77,1%. Há 5.257 pessoas internadas em UTIs de todo o estado em casos suspeitos ou confirmados de coronavírus e 8.423 em enfermarias. Até o momento, o estado São Paulo tem 34.559 pessoas curadas da Covid-19 após receber alta médica.

O Brasil registrou na terça-feira mais 1.282 mortes pela Covid-19, conforme atualização, até aqui, mais recente divulgada pelo Ministério da Saúde. Com isso, o País chegou a 45.241 óbitos em função da pandemia do novo coronavírus. O balanço contabiliza também 34.918 novos casos da doença, totalizando 923.189.

A atualização diária revela aumento de 3% no número de óbitos em relação ao total de segunda-feira, que era de 43.959. Os novos casos confirmados representam acréscimo de 4% sobre o total da última atualização, quando os dados do Ministério da Saúde registravam 888.271 pessoas infectadas.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 4,9%. A mortalidade (falecimentos por 100 mil habitantes) foi de 21,5. Já a incidência (casos confirmados por 100 mil habitantes) ficou em 439,3. Do total, 436.219 pessoas estão em observação e 441.729 pacientes se recuperaram. Há ainda 4.047 mortes em investigação.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.