Ir para conteúdo

[Dados]
Paulínia tem 5 mortes e 374 casos da Covid-19 em boletim estadual

Contagem da Secretaria de Estado da Saúde possui um óbito e 83 infectados a mais que o divulgado pelo boletim epidemiológico da Prefeitura

16 jun 2020 – 3h48

Ogoverno estadual contabiliza até a tarde desta segunda-feira (15) em Paulínia cinco mortes e 374 casos confirmados da Covid-19, doença respiratória provocada pela pandemia do novo coronavírus. A contagem da Secretaria de Estado da Saúde traz uma morte e 83 moradores contaminados a mais que o divulgado no mesmo dia pelo boletim epidemiológico diário da Prefeitura (291 e 4).

O número de casos confirmados da Covid-19 do governo do estado e da Prefeitura de Paulínia quase nunca bateu. Foi igual somente uma vez desde o início da pandemia: no dia 16 de maio, quando ambos os boletins apontavam 66 moradores da cidade testados positivos para o novo coronavírus. Até o dia 15 daquele mês, os dados da Secretaria Estadual da Saúde eram defasados em relação aos do município e apontavam sempre para menos.

A contagem do governo de São Paulo começou a descolar da somatória de Paulínia sempre para mais a partir do dia 17 de maio. E de lá para cá a diferença só aumentou. No dia 26 de maio, por exemplo, dia que o prefeito Du Cazellato (PL) publicou o primeiro decreto flexibilizando a quarentena na cidade, a cidade tinha 91 infectados pelas contas do Município e 115 pela somatória do Estado, uma diferença de 24 contaminados.

No dia 6 passado, quando saiu o segundo decreto de Du Cazellato permitindo a reabertura de mais comércios e serviços não essenciais na cidade, com base no Plano São Paulo, Paulínia tinha 178 casos confirmados, conforme seu boletim epidemiológico diário. Mas, para a Secretaria de Estado da Saúde, esse número era 254, ou 76 contaminados a mais.

Nesta segunda-feira, dia que Du Cazellato anunciou em um vídeo com dois pastores que prepara um decreto para liberar as celebrações com fiéis presentes em igrejas e templos em Paulínia, a diferença no número de moradores testados positivos para a Covid-19 entre os boletins epidemiológicos do município e do estado chega a uma morte e 83 infectados.

O que ambos os boletins concordam é que em 15 dias o total de casos confirmados da Covid-19 em Paulínia mais que dobrou. Segundo as estatísticas da Prefeitura, do dia 1º para esta segunda-feira, dia 15 de junho, saltou de 143 para 291 (+148, ou 103%). Conforme os dados do governo do estado, pulou de 185 para 374 (+189, ou 102%).

O que dizem

A Secretaria de Estado da Saúde informou que “a relação de casos e óbitos por cidade leva em conta o município de residência do paciente, conforme cadastro feito no sistema oficial do Ministério da Saúde pelos municípios. Toda notificação passa por investigação das equipes técnicas e eventuais atualizações ocorrem por meio das divulgações oficiais da Secretaria de Estado da Saúde.”

Já a Prefeitura de Paulínia informou “que a divergência entre os dados publicados diariamente em seu boletim epidemiológico e os dados que constam no portal do Governo de São Paulo, que ocorrem também em diversas outras cidades, podem ocorrer por dois motivos:

  • o munícipe pode ter sido atendido numa clínica, hospital ou laboratório público ou privado de outra cidade, que não informa a rede municipal de Saúde, mas sim os órgãos estaduais.
  • o munícipe pode ter sido atendido em outra cidade e também na rede municipal de Saúde, o que duplicaria o registro do caso.

A Vigilância Epidemiológica somente contabiliza o caso após receber a notificação do órgão de Saúde que fez o atendimento e estabelecer o primeiro contato com o munícipe.”

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.