Anúncios
Ir para conteúdo

[Paulínia]
Comitê divulga mais dois contaminados e total chega a 291

Número de internações em razão da Covid-19 no hospital municipal baixa de 23 para 21 nas últimas 24 horas; quantidade de curados sobe para 122

15 jun 2020 – 12h32
Cerca de 300 resultados de testes rápidos estão inseridos no boletim epidemiológico (Foto: Divulgação)

OComitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus confirmou nesta segunda-feira (15) mais dois moradores contaminados pela Covid-19, em Paulínia, chegando a 291 no total. As boas notícias foram a inclusão de outros três curados ao boletim epidemiológico diário e a diminuição na ocupação dos leitos reservados à doença no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro: de 23 para 21, embora a situação continue preocupante.

Conforme a Prefeitura, o hospital municipal possui 14 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – 10 reservados a pacientes da Covid-19 (oito estão ocupados) e quatro destinados para outras complicações que possam dar entrada no local (não revelou quantos seguem livres); sete de Unidade Respiratória (cinco tinham pacientes); e oito de Enfermaria Respiratória, mas havia 10 lá. “O número de leitos pode crescer se houver necessidade”, garante o governo.

De acordo com os dados atualizados até as 9h30 do boletim epidemiológico, Paulínia possui 165 moradores com a doença ativa – já que, do total de 291 confirmados, 112 se curaram e quatro morreram desde o início da pandemia na cidade. O município ainda investiga um quinto óbito pela doença – nove já foram descartados.

Das pessoas com a doença ativa, cinco estão internadas no hospital de Paulínia: três na UTI e dois na Enfermaria Respiratória. As demais seguem em isolamento domiciliar, acompanhadas por equipes da Secretaria Municipal de Saúde. Além delas, há 434 pacientes que aguardam resultados de exames enviados para análises no Instituto Adolfo Lutz, na Capital.

Os casos suspeitos também pressionam o sistema de saúde de Paulínia. Do total de 434 (três a mais em relação à atualização de domingo do comitê de enfrentamento e prevenção), 16 ocupam leitos no hospital municipal: cinco na UTI, oito na Enfermaria Respiratória, dois na Unidade Respiratória e um na Pediatria. Os demais igualmente exigem acompanhamento de servidores da saúde. Os casos descartados cresceram de 367 para 371.

Não bastassem a taxa de isolamento social em Paulínia estar abaixo dos níveis considerados pela Secretaria de Estado da Saúde satisfatório (55%) e ideal (70%) para conter a velocidade de contágio do novo coronavírus e, assim, evitar o colapso no sistema de saúde, festas foram registradas em diversos locais da cidade neste final de semana, como na praça do bairro São José. A Guarda Municipal precisou ser chamada para conter os abusos.

Até as 11h desta segunda-feira, as 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) somavam 6.817 casos confirmados pela Covid-19, de acordo com os boletins epidemiológicos divulgados pelas prefeituras. Esse número possui 242 moradores a mais que o de domingo neste mesmo horário. Os curados somavam um contingente de 4.684 pessoas.

Campinas, ao contrário dos dias anteriores, quando quebrou recordes de mortes anunciadas em um só dia, até o final da manhã desta segunda-feira, não havia confirmado novo óbito pela Covid-19 no município. Os falecimentos foram verificados nas estatísticas das cidades de Cosmópolis, o quarto; e de Monte Mor, o sexto daquela localidade. O total de vítimas fatais na RMC chegou a 292, em 16 dos 20 municípios que compõem o bloco regional.

 O estado de São Paulo registrou 113 óbitos por novo coronavírus no domingo. Assim, o estado tem um total de 10.694 mortes pela Covid-19 desde o início da pandemia. Foram contabilizados 178.202 casos, sendo que 5.327 deles em um período de apenas 24 horas.

Dos 645 municípios paulistas, 578 tiveram ao menos um caso confirmado da doença. A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) alcançou neste domingo (14) 77,8% na Grande São Paulo e 70,8% no estado.

Entre as pessoas diagnosticadas com a Covid-19, 32.602 foram internadas, curadas e tiveram alta hospitalar, segundo o governo estadual. Do total das vítimas fatais, 6.169 eram homens e 4.525, mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,6% das mortes.

Observando faixas etárias, a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (2.551), seguida pelas faixas de 60 a 69 anos (2.476) e 80 e 89 anos (2.129). Entre as demais faixas estão menores de 10 anos (16), 10 a 19 anos (27), 20 a 29 anos (80), 30 a 39 anos (388), 40 a 49 anos (790), 50 a 59 anos (1.522) e maiores de 90 anos (715).

De acordo com levantamento diário da situação da pandemia do novo coronavírus no País, feito pelo Ministério da Saúde, no domingo, o Brasil acumulava 867.624 casos confirmados da doença e 43.332 mortes foram registradas. Os casos recuperados somam 388.492. De acordo com o governo federal, 435.800 casos estavam em acompanhamento e 3.981 óbitos, em investigação.

No período de 24 horas, o ministério registrou 17.110 novos casos e 612 mortes. Entre as unidades da federação com o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, o estado de São Paulo registrou 178.020 casos confirmados e 10.694 óbitos. Rio de Janeiro aparece na segunda posição com 79.572 casos e 7.672 mortes. Em seguida estão Ceará (76.748 casos e  4.861 mortes) e Pará ( 69.179 casos e  4.191 mortes).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.