Ir para conteúdo

[Balanço]
RMC confirma 281 infectados e 11 mortes pela Covid-19 em 24 horas

Região Metropolitana de Campinas soma 6.368 moradores testados positivos para o novo coronavírus e 274 óbitos; os curados já são 4.417

12 jun 2020 – 23h
Governo estadual recebeu mais 650 respiradores, totalizando a compra de 1,5 mil aparelhos (Foto: Agência Brasil)

ARegião Metropolitana de Campinas (RMC) verificou apenas nesta sexta-feira (12) 281 moradores infectados e 11 mortes pela Covid-19, doença respiratória provocada pela pandemia do novo coronavírus. O bloco regional composto por 20 municípios tem agora o total de 6.368 pessoas testadas positivas para a doença, além de 274 óbitos confirmados pelo novo coronavírus.

O maior número de mortes segue acontecendo em Campinas, cidade mais populosa da RMC, com 1,2 milhão de habitantes. Ela anunciou outras seis e totaliza 136 desde o início da pandemia. Nova Odessa e Sumaré verificaram dois óbitos cada nesta sexta-feira. Indaiatuba registrou a 11ª morte do dia na região metropolitana e a sua 39ª.

Paulínia (+5), Campinas (+198), Cosmópolis (+2), Hortolândia (+2) Sumaré (+24) estão dentre os municípios que adicionaram moradores testados positivos para a Covid-19 nas estatísticas da RMC desta sexta-feira. Desde o início da pandemia, 4.417 pessoas se curaram do novo coronavírus no bloco regional. Descontados curados e mortos, a RMC tem 1.677 pessoas com a doença ativa (+94 em relação à atualização de quinta-feira, dia 11).

O governo do estado recebeu nesta sexta-feira mais 650 respiradores, totalizando a compra de 1,5 mil aparelhos, modelo Biyovent, da Turquia. Os aparelhos que desembarcaram no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, após desembaraço alfandegário, virão para o complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP para montagem e calibragem, e então serão distribuídos a hospitais do SUS em São Paulo.

Desde o início da pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde entregou 1.567 respiradores, que foram distribuídos para unidades hospitalares de 62 municípios e também equipou 50 ambulâncias com suporte para pacientes graves. A região de Campinas recebeu 82 respiradores de UTI para atendimentos de pacientes graves da Covid-19. Apenas nesta semana foram 72 equipamentos para hospitais estaduais, municipais e filantrópicos.

Somente para o município de Campinas foram 45 equipamentos, sendo 35 para os leitos de UTI do AME e 10 para o Hospital das Clínicas da Unicamp. Os demais equipamentos foram para as prefeituras de Americana (5), Hortolândia (5), Nova Odessa (2) e Sumaré (5). Também foram contemplados o Hospital “Augusto de Oliveira Camargo” de Indaiatuba (5), a Santa Casa Anna Cintra de Amparo (5), Hospital Santa Bárbara de Santa Barbara d’Oeste (5) e o Hospital Municipal “Walter Ferrari” de Jaguariúna (5).

O estado de São Paulo registra nesta sexta-feira 10.368 óbitos e 167.900 casos confirmados pelo novo coronavírus. Entre as pessoas diagnosticadas com a Covid-19, 31.192 foram internadas, curadas e tiveram alta hospitalar.

Dos 645 municípios do território paulista, houve pelo menos uma pessoa infectada em 572 cidades, sendo 303 com um ou mais óbitos. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 76,5% na Grande São Paulo e 69,1% no estado. O número de pacientes internados é de 14.056, sendo 8.557 em enfermaria e 5.499 em unidades de terapia intensiva.

Entre as vítimas fatais estão 5.979 homens e 4.389 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,5% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,2% dos óbitos), diabetes mellitus (43 %), doenças neurológicas (11,2%) doença renal (10,2%), pneumopatia (8,8%).

Entre as pessoas que tiveram confirmação para o novo coronavírus estão 78.912 homens e 88.127 mulheres. No caso de outras 861 pessoas, não foi informado o sexo. A faixa etária que mais concentra casos é a de 30 a 39 anos (41.206), seguida pelas faixas de 40 a 49 (37.654), 50 a 59 (26.459), 20 a 29 (23.161), 60 a 69 (15.886), 70 a 79 (9.387), 80 a 89 (5.509), 10 a 19 (4.190), menores de 10 anos (2.549) e maiores de 90 (1.695). Não consta faixa etária para outros 204 casos.

Brasil

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira novos números sobre a pandemia do novo coronavírus no Brasil. De acordo com levantamento diário realizado pela pasta, o País tem 828.810 casos confirmados da doença, e 41.828 mortes foram registradas.  Os casos recuperados somam 365.063. De acordo com o governo federal, 412.919 casos estão em acompanhamento e 4.033 óbitos em investigação.

Nas últimas 24 horas, o Ministério da Saúde registrou mais 25.982 casos da doença e 909 novas mortes. Entre a unidades da federação com o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, o estado de São Paulo registrou 167,9 mil casos confirmados e 10.368 óbitos. Rio de Janeiro aparece na segunda posição com 77.784 e 7.417 mortes. Em seguida estão Ceará (75.705 casos e 4.788  mortes) e Pará (66.328 casos e 4.132 mortes).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.