Ir para conteúdo

[RMC]
Região metropolitana passa de 6 mil pessoas infectadas pela Covid-19

Mais 13 mortes em decorrência do novo coronavírus são confirmadas no bloco regional formado por 20 municípios; total de óbitos é de 263

11 jun 2020 – 21h18
Consumidora tem a sola do chinelo desinfectada ao entrar em loja na cidade de São Paulo (Foto: Agência Brasil)

ARegião Metropolitana de Campinas (RMC) passou nesta quinta-feira (11) a marca de 6 mil moradores contaminados pela pandemia da Covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, mais 263 casos de pessoas que testaram positivas foram incorporados às estatísticas da RMC. O total de mortes chegou a 263.

O destaque negativo da região metropolitana nesta quinta-feira foi o município de Campinas, que registrou mais 10 óbitos pela doença somente no período de quarta (10) para esta quinta-feira, totalizando 130 mortes pelo novo coronavírus. “Chegamos ao maior número de óbitos em um único dia”, afirmou o prefeito Jonas Donizette (PSB) durante live nas redes sociais.

Além de Campinas, as cidades de Hortolândia, Sumaré e Indaiatuba divulgaram uma morte cada. Indaiatuba, a segunda na RMC em quantidade de óbitos pela Covid-19, verificou a 38ª. Hortolândia é a terceira, com 19; seguida por Sumaré, 14. Os falecimentos pela doença estão presentes em 16 dos 20 municípios da região metropolitana.

O maior número de casos confirmados da Covid-19 nas últimas 24 horas também ocorreu em Campinas, a mais populosa da RMC, com 1,2 milhão de habitantes, seguida por Indaiatuba (+28). Paulínia foi a terceira, com mais 22 registros de moradores testados positivos para a doença respiratória. O total na RMC é de 6.087. Já estão curados 4.240 pacientes. A região metropolitana soma 1.584 pessoas com a doença ativa.

Com 283 novos óbitos contabilizados de quarta para esta quinta-feira, o estado de São Paulo atingiu nesta quinta-feira a marca de 10.145 mortes provocadas pelo novo coronavírus. Desde o início da pandemia, o estado soma 162.520 casos confirmados de coronavírus, com 30.383 pessoas curadas após receberem alta médica.

Até este momento, há 5.211 pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) e 8.085 em enfermarias, em casos suspeitos ou confirmados de coronavírus. A taxa de ocupação de leitos de UTI do estado é de 69,4%, enquanto na Grande São Paulo está em 77%.

A taxa de isolamento social no estado atingiu quarta-feira 46%, abaixo do que o governo considera como taxa mínima para evitar um colapso nos hospitais e evitar a propagação do novo coronavírus, estimada em 55%. A Capital paulista teve um índice um pouco maior, de 48%. Paulínia, 43%.

Quarta-feira, o governador João Doria (PSDB) prolongou, pela quinta vez, a quarentena nos 645 municípios do estado, acrescentando 15 dias ao período. Com isso, as medidas de isolamento social valem até o dia 28 de junho. O estado está em quarentena por causa da pandemia da Covid-19 desde 24 de março.

O Brasil ultrapassou as 40 mil mortes, segundo atualização do Ministério da Saúde divulgada no início da noite desta quinta-feira. O balanço apontou 1.240 novas mortes e 30.412 novos casos da Covid-19 nas últimas 24 horas. Com esses acréscimos às estatísticas, o País chegou a 40.919 falecimentos em função da pandemia do novo coronavírus e 802.828 pessoas infectadas. O País conta ainda com 416.314 pessoas em observação e 345.595 estão recuperados.

O balanço traz aumento de 3,9% no número de casos em relação à quarta-feira, quando o total estava em 772.416. As mortes aumentaram 3,1% em comparação com o dado de quarta, quando foram contabilizadas 39.680. A taxa de letalidade (número de mortes pela quantidade de casos confirmados) ficou em 5,1%. A taxa de mortalidade (falecimentos por 100.000 habitantes) foi de 19,5.

Os estados com maior número de óbitos são São Paulo (10.145), Rio (7.363), Ceará (4.663), Pará (4.030) e Pernambuco (3.633). Ainda figuram entres os com altos índices de vítimas fatais em função da pandemia Amazonas (2.400), Maranhão (1.360), Bahia (1.013), Espírito Santo (962), Alagoas (681) e Paraíba (570). Os estados com mais casos são São Paulo (162.520), Rio de Janeiro (75.775), Ceará (73.879), Pará (64.126) e Amazonas (53.989).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.