Ir para conteúdo

[Paulínia]
Ocupação de leitos em razão da Covid-19 sobe para 20 no hospital

Em 24 horas, mais seis pacientes positivos ou suspeitos para doença deram entrada no local; casos confirmados cresceram de 250 para 272

11 jun 2020 – 15h
Profissionais de saúde aplicam testes rápidos em servidores da Câmara Municipal (Foto: Divulgação)

Mais seis pacientes suspeitos e confirmados da Covid-19 deram entrada no Hospital Municipal de Paulínia “Vereador Antônio Orlando Navarro” nas últimas 24 horas. Com isso, a ocupação de leitos com casos decorrentes do novo coronavírus subiu de 14 para 20 na cidade. O número de moradores contaminados com a doença também não para de aumentar: foi de 250 para 272, de acordo com o boletim epidemiológico diário, divulgado nesta quinta-feira (11), pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus.

Até as 9h30 desta quinta-feira, quatro pacientes (dois testados positivos para a Covid-19 e dois suspeitos) estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital municipal de Paulínia. A Enfermaria Respiratória contava com cinco suspeitos e um positivo. A Unidade Respiratória tinha sete pessoas que ainda aguardavam resultados de exames para detectar o novo coronavírus. Havia ainda um internado na Clínica Médica e dois na Pediatria, conforme os dados apresentados no boletim epidemiológico desta quinta-feira.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, esta é a maior ocupação de leitos do hospital municipal já registrada com pacientes decorrentes da doença respiratória. Conforme a última atualização da Prefeitura de Paulínia, o hospital municipal atualmente possui 14 leitos de UTI – 10 reservados a pacientes da Covid-19 e quatro destinados para outras complicações que possam dar entrada no local; sete de Unidade Respiratória; e oito de Enfermaria Respiratória. “Porém, o número pode crescer se houver necessidade”, destaca.

Na quarta-feira (10), o governo de São Paulo confirmou que hospitais da região de Campinas receberão mais 62 respiradores até o fim desta semana. Na véspera, havia anunciado que outros 15 aparelhos serão destinados ao Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Campinas, transformado em hospital Covid-19. Os outros 47 serão hospitais estaduais, municipais ou filantrópicos de Indaiatuba (5), Amparo (5), Campinas (10), Santa Bárbara d’Oeste (5), Jaguariúna (5), Sumaré (5), Nova Odessa (2), Americana (5) e Hortolândia (5).

Em três dias, Paulínia adicionou cerca de 100 registros de pessoas testadas positivas para o novo coronavírus ao boletim epidemiológico diário. De segunda até esta quinta-feira, foram mais 92 casos confirmados que entraram para as estatísticas do avanço da doença no município. A Prefeitura alega que a testagem de moradores nas Unidades Básicas de Saúde e de servidores da Câmara de Vereadores, do Paço Municipal “Palácio Cidade Feliz”, além daqueles do pelotão de frente do combate à pandemia, seria a causa desse aumento.

Nesta quinta-feira, a quantidade de curados da Covid-19 também apresentou aumento em relação à quarta-feira: de 114 para 119. Paulínia continua com quatro mortes confirmadas em decorrência do novo coronavírus desde o início da pandemia, uma quinta em investigação e nove descartadas. Os casos suspeitos no município cresceram de 319 para 376 e os negativados seguem 358. O total de resultados de testes rápidos aplicados pela Prefeitura e adicionados ao boletim epidemiológico diário teve alta: de 255 para 274.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia 

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.