Ir para conteúdo

[Tristeza]
Duzentas e cinquenta pessoas já morreram na RMC pelo novo coronavírus

Região Metropolitana de Campinas possui 5,8 mil moradores testados positivos para a doença; só nesta quarta, foram adicionados 377 às estatísticas

10 jun 2020 – 22h27
Até o fim de junho, o estado de São Paulo poderá somar 20 mil óbitos pela Covid-19 (Foto: Agência Brasil)

No dia em que a Região Metropolitana de Campinas (RMC) foi autorizada pelo governo estadual a continuar na segunda fase da abertura do Plano São Paulo, 16 das 20 cidades que compõem o bloco regional registraram mais 377 pessoas infectadas pela doença, somando 5.824. Dessas, cinco contabilizaram 11 mortes, elevando para 250 o total de óbitos pelo novo coronavírus na RMC.

Das 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas, somente três não tiveram novos casos de infectados: os municípios Engenheiro Coelho, Nova Odessa e Holambra. Itatiba não havia atualizado seu boletim epidemiológico até a publicação deste texto. Paulínia confirmou mais 30 moradores contaminados apenas nesta quarta-feira. Campinas, 213, totalizando, sozinha, 3.169 pessoas testadas positivas para a Covid-19.

O estado de São Paulo, pelo segundo dia consecutivo, apresentou mais um recorde em óbitos pela Covid-19 registrados em um único dia. Nas últimas 24 horas, o estado verificou 340 novas mortes pelo novo coronavírus, chegando agora ao total de 9.862 óbitos pela Covid-19 desde o início da pandemia.

Na terça-feira (9), o estado havia registrado 334 novos óbitos, mas a secretaria estadual da Saúde havia creditado o alto número de terça ao fato de que, geralmente, os exames ficam represados nos finais de semana, quando laboratórios e órgãos públicos podem estar fechados, sendo só contabilizados nos dados de terça-feira. Mas de terça para esta quarta-feira, o número de novos óbitos voltou a crescer em cerca de 3,7%.

Apesar do novo recorde desta quarta-feira, o Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo diz que o número está dentro do esperado. “Esses números que estamos observando estão dentro do que foi previsto por modelos matemáticos de semanas atrás”, disse Carlos Carvalho, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo. “Os números que estamos vendo estão dentro do que esperávamos. Essa elevação, que observamos todos os dias, é uma elevação pequena.”

Até o fim do mês de junho, o estado de São Paulo poderá somar 20 mil óbitos provocados pelo novo coronavírus. A estimativa é do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo. “A perspectiva de óbitos é de que chegaremos ao final deste mês na faixa de 20 mil óbitos, variando de 16 mil a 22 mil, com taxa de isolamento média de 50%”, disse Carlos Carvalho.

Em todo o estado, foram contabilizados 156.316 casos confirmados do novo coronavírus, com 29.616 curados (após receberem alta médica). A ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) destinados ao tratamento de pessoas com a Covid-19 está nesta quarta-feira em 69,1% no estado e em 76,7% na Grande São Paulo. O estado tem 4.953 pacientes internados em UTIs e 8.123, em enfermarias.

O balanço diário divulgado pelo Ministério da Saúde trouxe nesta quarta-feira mais 32.913 pessoas infectadas pelo novo coronavírus, totalizando 772.416. O resultado marcou um acréscimo de 4,2% em relação a terça-feira, quando o número de pessoas infectadas estava em 739.503.

A atualização do Ministério da Saúde registrou 1.274 novas mortes, chegando a 39.680. O resultado representou um aumento de 3,2% em relação a terça-feira, quando foram contabilizados 38.406 falecimentos pela Covid-19. Do total de casos confirmados, 407.341 estão em acompanhamento e 325.395 foram recuperados. Há ainda 3.608 investigação de óbitos para identificar se a causa foi Covid-19.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no País, concentrando o maior número de mortes (9.862). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (7.138), Ceará (4.480), Pará (3.027) e Pernambuco (3.531). Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (156.316), Rio de Janeiro (74.373), Ceará (71.402), Pará (62.095) e Maranhão (53.508). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Amazonas (52.849), Pernambuco (41.935), Bahia (32.685), Paraíba (24.032) e Espírito Santo (23.344).

O número de mortes pela Covid-19 no estado do Rio de Janeiro passou nesta quarta-feira de 7 mil, segundo o painel de monitoramento da Secretaria Estadual de Saúde. Com a confirmação de mais 210 óbitos, o número acumulado chegou a 7.138 desde 19 de março, quando foi registrada a primeira morte no estado.

Vacina

Uma vacina contra a Covid-19 será testada em seres vivos pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por meio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos). O teste será em modelo animal, fase de desenvolvimento chamada de estudos pré-clínicos. A informação foi divulgada em nota, nesta quarta-feira, pela Fiocruz.

“A abordagem do projeto é de uma vacina sintética, com base em peptídeos antigênicos de células B e T – ou seja, com pequenas partes de proteínas do vírus capazes de induzir a produção de anticorpos específicos para defender o organismo contra agentes desconhecidos – neste caso, o Sars-CoV-2 (Covid-19)”, explicou a Fiocruz.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.