Ir para conteúdo

[Covid-19]
Paulínia adiciona mais 40 infectados de uma só vez e total é de 220

Número de moradores curados do novo coronavírus cresceu de 96 para 107, segundo Comitê de Enfrentamento e Prevenção a doença

9 jun 2020 – 14h45
Até agora 345 notificações do novo coronavírus foram descartadas em Paulínia (Foto: Divulgação)

Paulínia bateu recorde de casos da Covid-19 registrados em um só dia. Em 24 horas, adicionou mais 40 infectados pelo novo coronavírus às estatísticas do boletim epidemiológico diário, divulgado nesta terça-feira (9). Com isso, o município passa a ter 220 moradores testados positivos para a doença. O total de curados subiu de 96 para 107 (+11).

Até então, o maior registro de novos casos da Covid-19 em apenas 24 horas em Paulínia havia ocorrido na passagem do dia 28 para o dia 29 de maio. Na ocasião, foram adicionados mais 28 moradores contaminados ao boletim epidemiológico do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus. A cidade segue com quatro mortes confirmadas e uma quinta em apuração.

A Prefeitura de Paulínia informou, via Secretaria Municipal de Saúde, que o aumento do número de casos na cidade está relacionado ao Programa de Testagem em Massa para Covid-19, iniciado no dia 4 deste mês, que possibilita aos moradores com febre ou problemas respiratórios a realização do teste nas Unidades Básicas de Saúde, além dos exames que estão sendo feitos com servidores municipais que trabalham no Paço Municipal, na Câmara Municipal, e nos departamentos que estão na linha de frente de combate ao coronavírus.

Dos novos 40 casos, 31 foram confirmados por testes rápidos e nove, por exames de swab (de secreção nasal e bucal). Segundo o Departamento de Vigilância em Saúde, desde que a Prefeitura comprou 20 mil testes rápidos, 2.138 foram usados na população e em servidores até o dia 1º de junho. Desse total, 243 tiveram resultados adicionados ao boletim desta terça-feira: 138 positivos e 105 descartados. Portanto, 1.895 seguem fora das estatísticas oficiais da Prefeitura e são desconhecidos da população, que tem retomado as atividades pouco a pouco.

No primeiro dia da segunda fase de reabertura da economia local, autorizada pelo prefeito Du Cazellato (PL), com o aval do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, que tem à frente o secretário municipal de Saúde, Fábio Luiz Alves, a taxa de isolamento social na cidade foi de 44% – o segundo pior índice desde o início da quarentena. O nível satisfatório é de 55% e o ideal, 65%, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde.

Excluídos do total de infectados (220), os curados (107) e mortos (4), Paulínia tinha, até as 9h30 desta terça-feira, 109 moradores com a doença ativa – 29 a mais que segunda. Destes, dois seguiam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” e os demais em isolamento domiciliar. No hospital havia ainda outros sete suspeitos: seis na Enfermaria Respiratória e um na UTI. Na soma, a ocupação de leitos reservados a Covid-19 caiu de 11 para nove em 24 horas.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.