Anúncios
Ir para conteúdo

[Contágio]
Região metropolitana passa de 4 mil casos confirmados da Covid-19

Somente Campinas registrou mais 291 infectados e quatro mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas; óbitos na RMC chegam 180

3 jun 2020 – 21h37
Profissional de saúde faz coleta de amostras para realização de testes Covid-19 (Foto: Agência Brasil)

ARegião Metropolitana de Campinas (RMC) bateu nesta quarta-feira (3) a casa de 4 mil casos confirmados da Covid-19, doença respiratória provocada pela pandemia do novo coronavírus. Apenas Campinas registrou 291 contaminados e quatro mortes nas últimas 24 horas. A cidade prevê a reabertura gradual do comércio a partir de segunda-feira (8). Os 20 municípios que formam o bloco regional totalizam 4.051 (+382) infectados e 180 mortes – 10 a mais que terça-feira (2).

Com as quatro novas mortes pela Covid-19, Campinas soma 84. Os óbitos se referem a uma mulher de 96 anos, com doenças preexistentes, que morreu nesta quarta-feira em hospital privado; um homem de 68 anos, que tinha outras doenças e faleceu terça em hospital privado; uma mulher de 90 anos, com comorbidades, que morreu segunda (1º) em hospital privado; e uma mulher de 90, que tinha doenças anteriores e morreu em casa no dia 20 de maio.

Outras seis cidades da RMC confirmaram nesta quarta-feira mais uma morte cada: Paulínia, Valinhos, Indaiatuba, Morungaba, Sumaré e Hortolândia. Em Paulínia, a segunda vítima fatal do novo coronavírus no município é um homem de 81 anos, que tinha hipertensão, obesidade, cardiopatia e histórico de AVC, segundo a Prefeitura. Morreu na última terça-feira, no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro”.

A Prefeitura de Indaiatuba divulgou a 27ª morte pela Covid-19 no município. A paciente tinha 67 anos, faleceu no dia 28 de maio, internou no Hospital Municipal “Augusto de Oliveira Camargo” no dia 22 de maio, possuía diabetes e hipertensão. O resultado positivo para o novo coronavírus chegou nesta quarta-feira.

Morungaba registrou o segundo óbito pela Covid-19 em dois dias e da mesma família. Era morador do bairro Brumado e filho do homem de 75 anos que faleceu na última segunda-feira, também pelo novo coronavírus. A exemplo do pai, estava internado na Santa Casa de Misericórdia de Itatiba, entretanto faleceu na noite de terça-feira.

Valinhos confirmou o 11º óbito. A morte verificada é de uma mulher moradora do município de 96 anos. Ela foi internada na UTI do Hospital “Celso Pierro”, da universidade PUC-Campinas, no dia 18 de maio, e morreu no último dia 30. A paciente tinha histórico de doença cardiovascular e residia no bairro São Marcos.

A 12ª morte pela pandemia de Sumaré, também a segunda em dois dias no município, é de um homem de 75 anos, que tinha doenças preexistentes, estava internado em hospital particular de Campinas e faleceu na segunda-feira passada, conforme a Prefeitura. Até a publicação deste texto, Hortolândia não havia revelado detalhes do 16º óbito pela Covid-19 na cidade.

Com o registro de 282 novas mortes ocorridas nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo passou a ter 8.276 mortes pelo novo coronavírus nesta quarta-feira. O número de casos confirmados chegou a 123.483. As informações foram divulgadas pela Secretaria estadual da Saúde de São Paulo. Até o fim deste mês, o estado de São Paulo deverá ter entre 190 mil e 265 mil casos do novo coronavírus. A projeção foi feita pelo Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo.

A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) no estado está em 72,3%, enquanto na Grande São Paulo ela está em 84,7%. Há 4.527 pessoas internadas neste momento em UTIs e 7.432 pacientes internados em enfermarias de todo o estado paulista. Já o número de pacientes curados após terem sido internados em hospitais estaduais chegou nesta quarta-feira a 29 mil.

Na cidade de São Paulo, segundo o prefeito Bruno Covas (PSDB), há 68.998 casos confirmados do novo coronavírus, com 4.305 óbitos. A ocupação de leitos de UTI nos hospitais municipais da Capital estava nesta quarta-feira em 63%.

O balanço divulgado no fim da noite desta quarta-feira pelo Ministério da Saúde trouxe 28.633 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, totalizando 584.016. O resultado marcou um acréscimo de 4,9% em relação à terça-feira, quando o número de pessoas infectadas estava em 555.383.

Segundo o Ministério da Saúde, foram registradas 1.349 novas mortes nas últimas 24 horas, batendo recorde diário e chegando a 32.548. O resultado representou um aumento de 4,1% em relação a terça-feira, quando foram contabilizados 31.199 falecimentos pela Covid-19.

Do total de casos confirmados, 312.851 estão em acompanhamento e 238.617 foram recuperados. Há ainda 4.115 óbitos sendo analisados. São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (8.276). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (6.010), Ceará (3.605), Pará (3.193) e Pernambuco (3.012).

Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (123.483), Rio de Janeiro (59.240), Ceará (56.056), Pará (44.774) e Amazonas (44.347). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Maranhão (38.174), Pernambuco (36.463), Bahia (22.451), Espírito Santo (16.121) e Paraíba (16.018).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia
Anúncios

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.