Ir para conteúdo

[Boletim]
Paulínia soma 143 casos de moradores contaminados com coronavírus

Comitê de enfrentamento da doença registrou mais uma internação e um exame positivo no boletim epidemiológico diário desta segunda-feira

1º jun 2020 – 13h20
Médicos analisam radiografia de paciente em hospital da cidade de São Paulo (Foto: Divulgação)

Mais uma internação e um caso de morador contaminado com a Covid-19 foram adicionados ao boletim epidemiológico diário desta segunda-feira, dia 1º julho, em Paulínia. Agora, o município totaliza 143 pessoas testadas positivas para a doença e o Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” soma seis leitos ocupados em decorrência do novo coronavírus. Desde o início da pandemia, há uma morte confirmada e uma em apuração.

De acordo com o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, três pacientes suspeitos da Covid-19 estão internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital municipal e um outro na Enfermaria Respiratória. A Secretaria Municipal de Saúde ainda monitora 247 moradores que aguardam resultados de exames para confirmação ou descarte da doença. Essas pessoas estão ou já cumpriram o período de isolamento domiciliar.

Dois pacientes confirmados com o novo coronavírus seguem internados no hospital municipal: ambos estão na Unidade de Enfermaria. O total de curados permanece 88 e os casos descartados subiram de 277 para 278. Até as 9h30 desta segunda-feira, 54 pessoas estavam com a doença ativa no município – 52 cumprem ou cumpriram isolamento domiciliar. Somente no mês de maio, esse número cresceu 5,3 vezes na cidade: passou de 14 para 53.

O prefeito Du Cazellato (PL) e o secretário de Saúde Paulínia, Fábio Luiz Alves, foram procurados pela reportagem para falar à população sobre o aumento do contágio do novo coronavírus na cidade e a estrutura da rede municipal para atender os doentes graves, mas não se pronunciaram até a publicação deste texto. Na última terça-feira (26), o governo municipal relaxou a quarentena e retirou o município do estado de calamidade pública.

Na manhã desta segunda-feira, Alves emitiu uma nota de esclarecimento à população sobre a aplicação de testes rápidos em servidores municipais no Paço Municipal “Palácio Cidade Feliz”. O secretário municipal de Saúde negou que o governo municipal adiou a entrega dos resultados dos exames dos funcionários públicos para não inflar os números do boletim epidemiológico diário; e que a Prefeitura irá fechar nos próximos dias.

A nota também abordou critérios para a aplicação dos 20 mil testes rápidos comprados pelo Município, flexibilização da quarentena (veja aqui o que pode funcionar) e o abandono do estado de calamidade pública, em vigor desde quarta-feira (27) por decreto do prefeito. A nota não explica a razão para o aumento dos casos da Covid-19 em Paulínia nem esclarece qual é a estrutura montada pela Prefeitura para atender casos graves da doença. Leia abaixo.

A taxa de adesão à quarentena em Paulínia ficou em 51% neste domingo (31), segundo dados do relatório do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI), do governo estadual. O sistema avalia os índices de isolamento social por meio de monitoramento de telefones celulares em 104 municípios paulistas durante a quarentena pelo novo coronavírus. O nível satisfatório é de 55% e o ideal, 70%, conforme a Secretaria de Estado da Saúde.

Nota da Prefeitura

SUS Paulínia.

NOTA DE ESCLARECIMENTO: TESTE RÁPIDO PARA OS SERVIDORES DO PAÇO MUNICIPAL.

 Olá pessoal.

Observamos que há muitas especulações e falsas polêmicas apresentadas sobre a situação da Pandemia em nosso município de Paulínia.

Algumas questões merecem ser destacadas quanto ao conjunto de ações definidas e tomadas de decisões pelo Governo Municipal do Prefeito Du Cazellato.

Primeiramente, o Comitê Municipal de Enfrentamento e Prevenção ao CoronaVírus definiu a abertura de algumas atividades econômicas classificadas como baixo grau de transmissão do CoronaVírus de acordo com estudos nacionais de potenciais de contaminação. Por outro lado, os setores essenciais foram reafirmados no Decreto Municipal para se garantir o conjunto explícito de exigências necessárias para a continuidade da fiscalização sanitária e proteger os cidadãos de Paulínia.

Tal decisão afirma a necessidade de manter o isolamento social com planejamento responsável, determinado por avaliação dos indicadores epidemiológicos a saber:

– acumulado de CASOS CONFIRMADOS POSITIVOS;

– óbitos por CASOS CONFIRMADOS POR COVID-19;

– taxa de ocupação de leitos de UTI por CASOS CONFIRMADOS POSITIVOS.

Compreendemos que o status de Calamidade Pública deveria ser revisto no momento e reclassificada de acordo com a compreensão Administrativa-Jurídica-Financeira como Estado de Emergência, pautando a responsabilidade pública para os devidos processos burocráticos de aquisição de insumos, equipamentos e outra necessidades da resposta do Administração Pública para atender à Pandemia no contexto da estrutura local municipal.

Nessa perspectiva, a Secretaria Municipal de Saúde tem garantido a sua independência técnica, por parte do Governo Du Cazellato, para fazer os apontamentos necessários para a tomada de decisão. Particularmente, A Vigilância Epidemiológica do Depto de Vigilância em Saúde de Paulínia tem definido a metodologia de registro de todos os dados, da notificação de Casos e de toda a produção das informações com o Boletim Epidemiológico COVID-19 diário e outro mais abrangente de periodicidade quinzenal.

Faz-se necessário compreender que o Governo Municipal adquiriu 20.000 Testes Rápido para ampliar a capacidade de identificar a transmissão do vírus em grupos específicos possibilitando ações de prevenção-proteção da população de risco e vulnerabilidade e outras populações definidas como estratégia de manutenção de serviços públicos, a saber:

– pessoas com sintomas de gripe ou outros sintomas respiratórios;

– pessoas em contato próximo nos domicílios e/ou locais de trabalho;

– funcionários em permanente exposição com essas populações de risco e vulnerabilidade;

– funcionários outros que possibilitam a manutenção de serviços públicos à população e comunidade local.

Iniciamos, portanto, a aplicação do Teste Rápido para a população em geral, para os Trabalhadores-Trabalhadoras da Saúde (HMP e Serviços Ambulatoriais) e funcionários de outras Secretarias que executam tarefas diretamente à população, além de funcionários do Paço Municipal.

Posto isso, respondemos ao compromisso de transparência da abordagem no Paço Municipal seguindo recomendações técnicas que visam a proteção dos nossos funcionários em situação do trabalho, seja com a utilização do Teste Rápido, identificação dos servidores com sintomas com o afastamento necessário para monitoramento ou a obrigatoriedade de condições sanitárias.

Estamos realizando o Teste Rápido no Paço Municipal entendendo ser direito dos servidores e garantia de continuidade dos serviços prestados à população. Todos os funcionários que o aceitarem a realização do exame são orientados assinar o Termo de Livre Consentimento. Os exames são realizados por profissionais da Saúde e também garantimos que os resultados sejam devolvidos por Médicos e Enfermeiras na seguinte organização:

– os funcionários recebem os resultados do teste assim que o resultado estiver disponível, sempre de maneira individual e respeitando a sua individualidade;

– cada Secretaria é avisada de Casos com testes positivos, de forma clara e transparente contato com Apoio da Secretaria de Saúde para medidas de orientação e prevenção;

– está garantido que todos os funcionários realizaram o Teste Rápido;

– está garantido que todos os familiares do município de Casos Positivos de funcionários possam realizar o exame na Unidade Básica de Saúde mais próxima da sua residência.

Essa medida de Teste Rápido com os funcionários do Serviço Público de Paulínia tem sido inédita em todo o Estado de São Paulo, na medida que assumimos responsabilidade de proteger nossos Trabalhadores-Trabalhadoras para todos os Casos Suspeitos ou Casos Positivos. Entendemos que assim aumentamos as barreiras de proteção e, justa e consequentemente, a diminuição de riscos para a população quando do planejamento de devidos afastamentos para os Casos Suspeitos ou Casos Positivos.

Ainda é preciso afirmar:

– NÃO É VERDADE QUE ADIAMOS A ENTREGA DOS RESULTADOS DE EXAMES DOS FUNCIONÁRISO DO PAÇO PARA NÃO PARACER NO BOLETIM DIÁRIO OS NUMEROS DA PANDEMIA COVID-19 EM PAULÍNIA;

– NÃO É VERDADE QUE OS SERVIDORES ESTÃO PROIBIDOS DE COMENTAR SOBRE A SITUAÇÃO DO PAÇO MUNICIPAL;

– NÃO É VERDADE QUE A PREFEITURA ENTRARÁ EM QUARENTENA;

– NÃO É VERDADE QUE A PREFEITURA VAI FECHAR NOS PRÓXIMOS DIAS.

 Saudações e até as próximas VITÓRIAS!!!

🏾🏾🏾🏾

#SUSPaulínia

Att, Dr Fabio Alves

Secretário de Saúde de Paulínia”.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.