Ir para conteúdo

[Covid-19]
São Paulo tem 49 mil pacientes recuperados e 20 mil altas hospitalares

Número de casos chegou a 107.142 e foram verificadas 7.532 mortes; Região Metropolitana de Campinas registrou cinco morte neste sábado

30 mai 2020 – 21h30
Brasil registrou 956 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, somando 28.834 (Foto: Divulgação)

ASecretaria de Estado da Saúde registra neste sábado (30) um acumulado de 49.285 casos recuperados da Covid-19 no estado. Há também 20.461 casos de pacientes com confirmação do novo coronavírus que foram internados, curados e tiveram alta hospitalar. Em duas cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) aconteceram mais cinco mortes em decorrência da doença respiratória.

Em todo o estado, o número de casos confirmados pela Covid-19 chegou a 107.142 e o número de mortes foi 7.532 pessoas. Os casos estão concentrados em 525 municípios e os óbitos em 263 cidades paulistas. A taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) na Grande São Paulo manteve a queda apresentada na sexta-feira e está em 83,1% e no em todo o estado chegou 71.6%. O número de pacientes internados é de 12.988, sendo 8.190 em enfermaria e 4.798 em unidades de terapia intensiva.

Entre as vítimas fatais estão 4.384 homens e 3.148 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 72,8% das mortes. Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (59% dos óbitos), diabetes mellitus (43%), doenças hematológica e obesidade (11% cada), doença neurológica (9,4%), doença renal (3%) e pneumopatia (7,2%).

Na RMC, o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), divulgou neste sábado, em transmissão ao vivo na internet, novos dados da Covid-19 no município. São 1.570 casos confirmados (136 a mais que a última divulgação feita sexta-feira, quando eram 1.434); 3.008 descartados (176 a mais que os 2.832 anteriores) e 380 em investigação (23 casos a mais).

Outras quatro pessoas morreram em decorrência da doença: dois homens, com outras doenças, em hospital público, sendo um de 90 anos, dia 26; e um segundo com 74 anos, dia 27; e duas mulheres, que faleceram na sexta-feira, com doenças preexistente, uma de 83 anos, em hospital público; e uma segunda de 87 anos, em hospital privado. Até agora, 73 mortes foram registradas – 17 (duas a mais) estão investigação.

Campinas também atingiu neste sábado, de acordo com Jonas Donizetti, 91% de ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes Covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Como medida de precaução, a Prefeitura anunciou o adiamento do plano de reabertura de comércios, restaurantes, shoppings e igrejas para o dia 8 de junho. Até lá, o prefeito espera poder abrir mais vagas de UTI e comprar novos leitos de hospitais privados.

A Prefeitura de Jaguariúna anunciou neste sábado a segunda morte pela Covid-19 no município. Trata-se de um homem de 62 anos, sem doenças preexistentes. Ele foi internado no hospital municipal da cidade no último dia 6 e transferido, no dia 12, para o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Campinas, que foi transformado em hospital Covid-19 pelo governo estadual, onde morreu nesta sexta-feira.

O Brasil registrou 956 novas mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 28.834. O resultado representou um aumento de 3,4% em relação à sexta-feira, quando foram contabilizados 27.878 óbitos provocados pela doença. Os números foram divulgados, no início da noite deste sábado, no balanço do Ministério da Saúde.

Foram incluídas nas estatísticas 33.274 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, somando 498.440 casos confirmados. O resultado marcou um acréscimo de 7,2% em relação à sexta-feira, quando o número de pessoas infectadas estava em 465.166. Do total de casos confirmados, 268.714 (53,9%) estão em acompanhamento e 200.892 (40,3%) pacientes se recuperaram. Há ainda 3.862 óbitos sendo analisados.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no País, concentrando o maior número de mortes (7.532). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (5.277), Ceará (2.956), Pará (2.900) e Pernambuco (2.740).

Além disso, foram registradas mortes no Amazonas (2.047), Maranhão (932), Bahia (638), Espírito Santo (583), Alagoas (424), Paraíba (347), Rio Grande do Norte (305), Minas Gerais (263), Rio Grande do Sul (218), Amapá (215), Paraná (181), Piauí (157), Rondônia (151), Distrito Federal (162), Santa Catarina (136), Sergipe (149), Acre (142), Goiás (122), Roraima (110), Tocantins (71), Mato Grosso (57) e Mato Grosso do Sul (19).

Já em número de casos confirmados, aparecem nas primeiras posições do ranking São Paulo (107.642), Rio de Janeiro (52.420), Ceará (46.056), Amazonas (40.560) e Pará (37.296). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Permambuco (33.427), Maranhão (32.620), Bahia (17.626), Espírito Santo (13.437) e Paraíba (12.862).

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Paulínia 24 Horas Notícia Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.