Ir para conteúdo

[RMC]
Dez mortes pelo novo coronavírus são registradas na região metropolitana

Oito óbitos aconteceram apenas em Campinas; os demais foram em Sumaré e Jaguariúna, que confirmou o primeiro falecimento pela doença

26 mai 2020 – 21h28
Governo estadual recebeu 333 respiradores importados que serão utilizados em leitos Covid-19 (Foto: Divulgação)

Mais 10 mortes pelo novo coronavírus foram adicionadas às estatísticas da Região Metropolitana de Campinas (RMC), nesta terça-feira (26). Apenas na cidade de Campinas aconteceram oito. As demais foram em Sumaré e Jaguariúna, que confirmou o primeiro óbito pela pandemia da Covid-19.

A RMC soma 127 mortes pelo novo coronavírus em 13 dos 20 municípios do bloco. Paulínia tem um óbito. A região metropolitana ainda contabilizou 94 novos casos da doença nesta terça-feira em cidades como Campinas (+66), Sumaré (+6), Hortolândia (+2) e Americana (+2), totalizando 2.567. Os pacientes recuperados são 1.846 – 83 a mais em relação à segunda-feira (25).

Com as oito novas mortes, Campinas passa a ter 62 óbitos em razão da Covid-19. Todas as vítimas fatais divulgadas nesta terça, cinco mulheres e três homens, possuíam doenças anteriores, idades de 81 a 91 anos e faleceram entre os dias 17 e esta segunda-feira – cinco em hospitais públicos e três em particulares. Segundo o prefeito Jonas Donizette (PSB), essa foi a maior evolução de óbitos da pandemia na cidade.

Jaguariúna registrou a primeira morte confirmada de paciente com o novo coronavírus nesta terça-feira. Trata-se de um homem de 74 anos, que tinha hipertensão e câncer, e que estava tratando uma pneumonia em casa quando morreu, em sua própria residência, no último dia 17 de maio.

O caso era tratado como suspeita da Covid-19. O resultado do exame, no entanto, somente foi divulgado nesta terça-feira pelo Instituto Adolfo Lutz, da Capital paulista. Com a confirmação da morte em Jaguariúna, sete cidades da Região Metropolitana de Campinas ainda não verificaram óbitos pela Covid-19.

Sumaré anunciou na noite desta terça-feira a sétima morte provocada pela pandemia do novo coronavírus na cidade. De acordo com informações da Prefeitura, a vítima fatal é uma mulher de 61 anos. Ela tinha comorbidade e estava internada no Centro Médico de Campinas. O óbito foi registrado no dia 20 passado.

O número de mortes pelo novo coronavírus no estado de São Paulo chegou a 6.423 nesta terça-feira, incluindo 203 novas confirmações desde segunda, informou o governo estadual. Também há 86.017 pessoas com diagnóstico da Covid-19, com pelo menos um caso em 511 cidades. Destas, 244 tiveram no mínimo uma vítima fatal.

Há 12,2 mil pacientes internados em São Paulo, sendo 4.779 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 7.506 em enfermaria. Até o momento ocorreram 17.589 altas de pacientes que tiveram confirmação da Covid-19 e foram atendidos em hospitais do estado de São Paulo. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a pandemia é de 74,5% no estado de São Paulo e 87,7% na Grande São Paulo.

O governo de SP recebeu nesta terça-feira 333 respiradores importados que serão utilizados no tratamento de pacientes com coronavírus que necessitam de ventilação mecânica em leitos de UTI. Desse montante, 133 vieram da China e 200 da Turquia.

No total, são 443 respiradores adquiridos pelo estado e 150 ventiladores de transporte doados pelo Ministério da Saúde. Os equipamentos permitirão a abertura de novos leitos em todo o estado de São Paulo.

Da China chegaram 133 ventiladores pulmonares que fazem parte de uma compra de 1.280 respiradores, cujo pedido original de 3 mil foi repactuado. Na última quarta-feira (20) já tinham chegado outros 50 aparelhos desta compra. O prazo de entrega do total da aquisição, assegurado pela empresa, é até meados de junho.

Da Turquia, desembarcaram outros 200 respiradores de uma compra de 1.500 unidades. Estes equipamentos também serão entregues, segundo o fornecedor, até meados de junho. Os equipamentos serão montados, testados e calibrados no complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Estes novos equipamentos se juntam a outros 60 unidades, que chegaram nas últimas semanas e serão instalados em hospitais da Grande São Paulo, Piracicaba e no AME Campinas. Estes equipamentos são fruto de doação de R$ 12,7 milhões da associação Comunitas, que resultou em uma compra de 200 para apoio no enfrentamento à Covid-19.

O Brasil registrou nesta terça-feira 1.039 novas mortes pela Covid-19, chegando ao total de 24.512. O resultado representou um aumento de 4,4% em relação à segunda, quando foram contabilizados 23.473 óbitos provocados pela doença. Os números foram divulgados no balanço do Ministério da Saúde desta noite.

Foram incluídas nas estatísticas 16.324 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, somando 391.222 casos confirmados. O resultado marcou um acréscimo de 4,3% em relação a ontem, quando o número de pessoas infectadas estava em 374.898. Do total de casos confirmados, 208.117 estão em acompanhamento e 158.593 pacientes se recuperaram. Há ainda 3.882 óbitos sendo analisados.

Até o momento, 173.819 pessoas foram hospitalizadas por síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Deste total, 54.951 foram pela Covid-19, 1.877 por Influenza, 59.660 por especificados e 54.994 ainda em investigação.

Clique aqui para ver mais notícias de Paulínia

Ver tudo

Site de notícias criado para divulgar fatos jornalísticos da cidade de Paulínia.